Kanye West lançou recentemente a sua terceira colecção em parceria com a Adidas, que denominou "Yeezy Season 3". A apresentação decorreu no passado dia 11 de fevereiro e agora vieram a público alguns detalhes sobre o desfile. O rapper, que tem uma dívida de 53 milhões de dólares, sentiu-se obrigado a reduzir alguns dos custos para a realização do evento. O site "Radar Online" avança que os modelos ganharam apenas 150 dólares e não foram contratados a uma agência de modelos. Kanye recorreu a uma companhia que recruta figurantes para filmes e anúncios televisivos. Os escolhidos eram principalmente afro-americanos.

Uma fonte contou ao "Radar Online" que os modelos que vestiam menos roupa passaram frio no recinto antes e durante a apresentação, uma vez que as temperaturas estavam baixas no exterior e no interior contavam com apenas cinco graus.

Publicidade
Publicidade

Uma das modelos envolvidas no desfile publicou um foto no Snapchat em que mostrava as exigências de Kanye West, onde constavam por exemplo "Não sorrir", "Não dançar", "Não fazer contacto visual", "Não posar de forma sensual", "Mostrar confiança", "Movimentos naturais", entre outras.

O rapper ficou furioso com a divulgação da lista e imediatamente quis saber quem foi a modelo que publicou. Em sua defesa disse que queria apenas que "a roupa fosse o foco principal e mais nada". Para além disso, os modelos tiveram de assinar um acordo de não-divulgação em que prometiam não falar sobre o desfile, ou incorriam numa multa de 10 milhões de dólares.

Os 1500 modelos que participaram no evento tinham "pequenas pausas para refeições e passaram um dia longo e difícil", revela a fonte. Para assistir ao evento, os espectadores tiveram de pagar 100 dólares e Kanye West contou com 20.000 pessoas, entre as quais o clã Kardashian, para ver a apresentação do "Yeezy Season 3", no que o artista classificou como uma "apresentação de arte".

Publicidade

O rapper procura agora pagar a dívida que tem de 53 milhões de dólares, que em parte está relacionada com a sua parceria com a Adidas, e até já pediu ajuda ao criador do Facebook, Mark Zuckerberg. Em Londres, alguns dos seus fãs andam mesmo a pedir dinheiro na rua para tentar ajudá-lo. #Moda #Famosos