Já foram contabilizados 4 mortos como consequência de um tiroteio ocorrido no interior do Palácio de Justiça de Milão, localizado no norte de Itália. Entre eles está um advogado e o juiz do processo. O tiroteio ocorreu hoje, dia 9 de abril, pelas 11 horas da manhã. Os disparos efetuados, alegadamente, por Claudio Giardiello tinham como objetivo atingir testemunhas que iam depor contra ele. Claudio Giardiello está a ser acusado de falência fraudulenta.

As vítimas

Entre os mortos está o juiz Fernando Ciampi, pertencente à divisão de falências, o advogado Alberto Lorenzo Claris Appiani e Giorgio Ebra, arguido também no processo.

Publicidade
Publicidade

A quarta vítima mortal, segundo o que foi possível apurar até agora, faleceu vítima de um ataque cardíaco perante o cenário que estava a observar.

Após o incidente, o presumível autor dos disparos conseguiu fugiu numa "scooter", tendo sido apanhado a cerca de 30 km do local do #Crime.

Segurança do local

O edifício foi evacuado prontamente e várias ambulâncias foram chegando ao Palácio da Justiça a fim de darem o apoio necessário a eventuais vítimas. Várias pessoas, ao ouvirem os disparos saíram a correr do tribunal e as restantes foram saindo ordeiramente. O tribunal foi encerrado e o acesso ao local está condicionado até que tudo esteja resolvido.

Vários órgãos de comunicação social acorreram ao local e alguns falam na possibilidade de haver mais vítimas. Este fato não foi até ao momento comprovado.

Publicidade

Aguarda-se um apuramento de todos os fatos, a fim de ver se houve alguma falha na segurança.

Em Milão estava previsto realizar-se uma reunião cujo assunto seria a ordem pública. Esta serviria de preparação para a Exposição Universal que irá decorrer a partir do próximo mês de maio. Mediante este acontecimento, a reunião foi suspensa e Giuliano Pisapia, presidente local, dirigiu-se ao lugar do incidente a fim de poder constatar pessoalmente que tudo seria feito para deter o responsável e evitar uma tragédia maior.

Aguardam-se mais desenvolvimentos nas próximas horas.