Angela Merkel demonstrou novamente a sua imagem de marca, agora contra uma rapariga cheia de sonhos: uma frieza arrepiante. Durante um programa de televisão alemão realizado numa escola do país, uma menina palestiniana contou à chanceler o medo que esta e a sua família tinham de serem deportados e voltarem à sua terra natal. Merkel, sem quaisquer tipos de rodeios, explicou que a política era dura e que nem todos podem ficar na Alemanha. A rapariga, que havia acabado de revelar o sonho em estudar na Alemanha, ficou destroçada e começou a chorar copiosamente.

A chanceler alemã volta a estar no centro da polémica. Depois de nas últimas semanas ter demonstrado uma enorme intransigência com o precário estado da Grécia, fazendo com que o país cumprisse e pagasse tudo o que deve, agora chegou a vez de uma menina palestiniana sofrer com a frieza e o rigor que sempre caracterizaram Merkel.

Publicidade
Publicidade

Num programa de televisão chamado "Boa vida na Alemanha", uma estudante da escola onde o programa foi gravado falou num alemão fluente e questionou se ela e a sua família, por não terem autorização de residência, estão em risco de serem deportados. A resposta foi honesta, mas arrepiante.

"Eu compreendo a tua situação, mas a política por vezes é muito dura. Nos campos de refugiados da Palestina existem milhares de pessoas que gostavam de sair do país e fixarem-se na Europa, mas é impossível nós conseguirmos receber todos. Alguns vão ter mesmo que sair do país", confessou honestamente e abertamente Angela Merkel, apesar de estar a falar para uma criança cheia de sonhos e com vontade de crescer num país civilizado e que lhe dê garantias de uma vida respeitável e minimamente feliz.

A menina, que juntamente com a família passou quatro anos de um campo de refugiados na Líbia, começou imediatamente a chorar, com o medo real de ter que voltar ao inferno que são aqueles países.

Publicidade

Contudo, mesmo que a estudante tenha revelado os seus sonhos a Merkel e de como pretende chegar à faculdade e formar-se na Alemanha, a chanceler respondeu como se de adulto se tratasse. A enorme honestidade e frieza da chanceler alemã acerca da difícil situação de migração que a Alemanha atravessa já foi motivo de críticas nas redes sociais. Os internautas consideram que Merkel não tem coração e apenas pretende o bem da Alemanha, começando a criar fronteiras para a entrada de refugiados ou emigrantes vindos de África, algo que vai contra as políticas basilares dos países da União Europeia. #Política Internacional #Emigração