Um jovem sírio foi encontrado e resgatado pela guarda costeira turca, quando o barco onde seguia a bordo, na passada segunda-feira, no mar Egeu, se encontrava já parcialmente submerso. O indivíduo de 20 anos foi o único sobrevivente do naufrágio, numa operação de salvamento dramática, divulgada agora pela própria equipa de salvamento.

As imagens difundidas mostram a complexidade da operação: da saída do helicóptero de socorro na baía de Edremit, à situação limite em que se encontrava o migrante, ao intrincado resgate da equipa de mergulho, depois de avistarem o indivíduo sozinho à deriva na costa oriental da Turquia. O sírio estava somente agarrado à ponta do barco, que era de resto a única parte da pequena embarcação que se mantinha à superfície.

Publicidade
Publicidade

A câmara presa ao corpo de Tuncay Ceylay, guarda que entrou na água para salvar a vítima, permitiu ver de perto a operação que, embora rápida, nos deixa fazer o percurso até chegar ao náufrago, tendo tempo ainda para ouvir, no vídeo divulgado, Ceylan gritar para o jovem saltar para a água, tendo este sido içado para dentro do veículo de salvamento com sucesso.

O jovem foi já identificado

Pelen Hussein, cidadão sírio de 20 anos, era assim um dos restantes passageiros, entre os quais 11 crianças, que tentavam chegar à ilha grega de Lesbos quando viria a acontecer a tragédia.

Em declarações para a agência noticiosa France-Press, Ceylan afirma ter encontrado o náufrago em estado de choque, para além do quadro de hipotermia que apresentava. "Tentei acalmá-lo", revela o membro da equipa de salvamento.

Publicidade

Hussein, que passou várias horas à deriva, foi depois levado novamente para terra sendo encaminhado para o hospital, segundo avança a AFP. 

Mais de 900.000 migrantes e refugiados entraram na Europa no ano passado. Só em 2016 somam-se já 409 pessoas que morreram na tentativa de fazer a travessia do Mar Mediterrâneo. Os números são avançados pela Organização Internacional para as Migrações, que revela ainda um aumento de 10 vezes mais travessias em relação ao ano anterior.

Veja o vídeo:

  #Emigração