A deputada do Partido Social Democrata (PSD) Margarida Balseiro Lopes integrou uma delegação que se deslocou à Grécia para fazer a entrega de uma ajuda humanitária a refugiados. Trata-se de cerca de 10 toneladas de apoios, entre os quais bens alimentares, que foram recolhidos durante cerca de três meses em todo o país. A parlamentar, eleita pelo Círculo Eleitoral de Leiria, enaltece a solidariedade dos jovens portugueses que contribuíram para aquela iniciativa.

Margarida Balseiro Lopes, natural da Marinha Grande, distrito de Leiria, é secretária-geral da Juventude Social Democrata (JSD) e eleita deputada do grupo parlamentar do PSD.

Publicidade
Publicidade

No passado fim-de-semana, a jovem social-democrata deslocou-se à Grécia integrada numa delegação de deputados, de “diferentes famílias políticas europeias”, no âmbito da acção “Mercator European Dialogue”. O objectivo da viagem consistiu na entrega de uma ajuda humanitária no campo de refugiados de Eleonas, nos subúrbios de Atenas.

Margarida Balseiro Lopes foi a portadora de 10 toneladas de ajuda humanitária resultante de uma recolha promovida pelas diversas concelhias da Juventude Social Democrata. Uma campanha nacional designada por “Somos todos humanos” e que envolveu centenas de voluntários. Uma iniciativa que, no entender de Margarida Balseiro Lopes, “valeu a pena quando se verificou in loco a felicidade dos responsáveis pelo apoio aos campos de refugiados ao constatarem a tremenda utilidade do tipo de bens que levamos até eles”.

Publicidade

Aquela ajuda humanitária foi constituída, essencialmente, por peças de roupa, calçado, material didáctico para crianças de idade escolar, cereais, alimentos não perecíveis e bebidas. Bens que serão distribuídos por diversos campos de acolhimento de refugiados a cargo daquele centro de coordenação.  

A deputada social-democrata enaltece aquele contributo, revelador que “a juventude portuguesa é naturalmente solidária” e que se empenha por “causas” não se alheando a uma “ realidade internacional”, nomeadamente quando “os direitos humanos são violados”. Um “espírito solidário dos jovens portugueses” que contribuiu para o “sucesso” daquela campanha da Juventude Social Democrata, considera. #Causas