Agora que a decisão está tomada e todos os intervenientes já se pronunciaram sobre os resultados do referendo à permanência do Reino Unido, e de Gibraltar, na União Europeia, avizinha-se um verão e outono intensos na diplomacia europeia: #Política Internacional

  • 27 de Junho de 2016: Reunião política do Governo Britânico

    • Nesta reunião David Cameron, Primeiro-Ministro demissionário, deverá consultar os seus colegas de gabinete para saber qual o plano de ação a delinear para o Governo de gestão.
    • David Cameron deverá ainda preparar os pontos a apresentar na reunião do Conselho Europeu que irá ocorrer em Bruxelas, no Edifício Justus Lipsius, no dia a seguir.
  • 28 de Junho de 2016: Conselho Europeu

    • O Conselho Europeu, reunido em Bruxelas, é a instituição da União Europeia composta pelos Chefes de Estado ou de Governo, pelo Presidente do Conselho Europeu, pelo Presidente da Comissão Europeia e pela Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança.
    • Ainda que os temas desta reunião sejam o emprego, crescimento, investimento e migração, será sem dúvida o tema do referendo do Reino Unido que irá dominar a agenda de trabalhos.
    • Nesta reunião David Cameron voltará a ser fortemente pressionado pelos 27 Estados-Membros a apresentar os "papéis de divórcio" o mais rapidamente possível.
    • É bem provável que as negociações deste Conselho Europeu sejam um tanto quanto agressivas relativamente à rapidez do processo de saída do Reino Unido, uma vez que há necessidade de travar movimentos nacionalistas/populistas que reclamam uma vaga de referendos em outros Estados-Membros.
  • Julho a Setembro de 2016: Partido Conservador e Unionista

    • Durante este período, a liderança do Partido Conservador e Unionista britânico será contestada, efectivando-se assim a demissão de David Cameron, uma vez que este deixará de ter confiança por parte do Parlamento do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.
  • Setembro de 2016: Escolha do novo líder do Partido Conservador e Unionista

    • Em meados deste mês um novo líder do Partido Conservador e Unionista deverá estar já escolhido e adquirido confiança por parte do Parlamento em Westminster.
    • Será este líder que será o novo Primeiro-Ministro do Governo de Sua Majestade e que irá proceder a nomeação de um novo Governo.
    • Espera-se uma mudança profunda no que diz respeito à nova equipa governamental, que provavelmente será a mais antieuropeísta de um Governo conservador.
  • Setembro de 2016 - 2019: Saída da União Europeia

    • Será durante este período que o Governo do Reino Unido deverá accionar a cláusula prevista no artigo 50.º do Tratado da União Europeia, dando assim início ao processo de saída do Reino Unido.
  • 2 a 5 de Outubro de 2016: Congresso do Partido Conservador e Unionista

  • 2016 a 2020:

    • Possível referendo à independência da Escócia, como já anunciado pela Ministra-Chefe do Executivo Escocês, com vista à posterior adesão da Escócia à União Europeia;
    • Possível referendo à reunificação da Irlanda do Norte com a Irlanda, como já anunciado pelo partido nacionalista irlandês.
    • 2020 é a data limite para as eleições legislativas no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.