Decorre até este domingo, na cidade de Lagos, o Lagos Street Food Fest. Situado no Jardim da Constituição, o festival de comida de rua convida todos os lacobrigenses, bem como, quem visita a cidade nesta altura do ano, a descobrir novos sabores. Pode encontrar, entre muitos espaços, um autocarro transformado em café ou exóticas caipirinhas servidas no mítico "Pão de Forma" da Volkswagen. E até as famosas bolas de Berlim do lacobrigense André Carmo.

O Lagos Street Food Fest é organizado pela Street Food Portugal, com o apoio da Câmara Municipal de Lagos. A organização "tem como objetivo dar a conhecer novos e já existentes projetos de comida de rua em Portugal".

A Street Food ou Comida de Rua é o tipo de comida ou bebida, que é vendida nas ruas ou em locais públicos tão diversos, como mercados ou feiras. Muitas vezes, a comida ou a bebida são elaborados e vendidos a partir de uma barraca de alimentos, tabuleiro ou carros de comida. Alguns alimentos de rua são de origem regional, mas na sua maioria são produtos que vão para além da sua região de origem, tendo uma dimensão nacional ou internacional. Segundo dados recolhidos de um estudo de 2007, da Organização das Nações Unidades para Alimentação e Agricultura, 2,5 bilhões de pessoas comem comida de rua todos os dias.

O consumo de comida de rua está muito enraizado nos Estados Unidos da América, onde é comum ver pessoas a comer nas ruas, junto a carrinho que vendem cachorros quentes e pretzels.

Existem várias razões para que as pessoas comprem comida de rua: uma delas é o valor dos preços praticados. O tempo que é despendido no consumo de uma refeição é um dos pontos fortes. Outra razão prende-se com o tipo de gastronomia que se pode encontrar, por exemplo, cozinhas étnicas, biológicas e vegetarianas. Experimentar uma simples caipirinha num local idílico, onde seria impossível encontrar um bar, é mais uma razão forte para se optar por este tipo de negócio.

Muitas vezes, este tipo de comida é encontrado perto de locais de diversão noturna, por uma questão de oportunidade. O potencial cliente, ao sair de um bar ou discoteca, a horas em que os locais de comes e bebes estão fechados, faz com que o ponto de venda de comida de rua se torne numa real alternativa para comer algo, por forma a reforçar o estômago depois de uma noite de diversão.

O Lagos Street Food termina este domingo, estando aberto do meio dia até à meia-noite. #Entretenimento