A mulher toxicodependente que no passado sábado havia fugido do hospital de Faro com o seu filho recém-nascido, poucas horas após o parto, regressou com o mesmo esta quinta-feira à noite por volta das 22h30, avançou a Agência Lusa. Entretanto, uma fonte policial anunciou hoje que a mãe foi detida ontem à noite e vai ser presente a tribunal. O bebé chegou “aparentemente bem”, afirmaram alguns responsáveis hospitalares. A pediatra de serviço na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, Maria Alfaro, acrescentou que a mãe estava muito arrependida do sucedido. Quanto às razões da fuga, essas são ainda desconhecidas e estão por investigar.

No passado sábado, dia 25 de julho, cerca de duas horas após o nascimento do seu filho, uma mãe abandonou o Hospital de Faro com a criança ao colo. Uma fotografia captada por uma câmara de vigilância da unidade hospitalar onde o caso ocorreu, publicada no Jornal de Notícias, ilustra Alexandra Patrício, de 29 anos, a sair do hospital com uma mala ao ombro, onde havia escondido o bebé, e com o braço tapado de modo a encobrir as marcas do cateter do braço. Entretanto, de acordo com a Lusa, ambos regressaram à unidade hospitalar esta quinta à noite e “aparentemente bem”.

Apesar de alguma perda de peso, Maria Alfaro informou que, aparentemente, o recém-nascido terá sido bem tratado pela mãe que o entregou em boas condições de higiene. O mesmo terá que ficar agora sob vigilância e a restante dimensão do caso será investigada pelas autoridades competentes.

De acordo com o Jornal de Notícias, o motivo do regresso à unidade hospitalar de Faro deve-se à exposição mediática que o caso estava a ter. Alexandra Patrício trabalha com idosos e crianças e afirmou que teve que se entregar de modo a não colocar o seu emprego em risco. Envolta em lágrimas, acabou por se arrepender e regressou por volta das 22h30 da passada quinta-feira ao hospital que havia abandonado sábado passado inesperadamente e sem conhecimento de qualquer membro da equipa médica que a acompanhava. #Crime