Um gato branco, zarolho e sem as duas orelhas tornou-se num motivo de disputa entre a Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve e um casal oriundo do Vale do Sousa. Andreia Martins e Paulo Batista alegam ter encontrado o gato branco a 11 de setembro, tendo resolvido adotar o animal devido ao seu mau cheiro e à existência de feridas em ambas as orelhas. Mal sabiam na altura que o gato que resolveram adotar era bastante conhecido em Albufeira. O "Sr. sem Orelhas" (ou "Mr no Ears", como é apelidado por turistas estrangeiros) é um gato bastante conhecido na região, mais especificamente na praia do Peneco, onde era tratado pela Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, juntamente com outros gatos.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o Jornal de Notícias, está a decorrer uma disputa judicial entre a associação que cuidava do gato e o casal que alega tê-lo salvo por forma a que se decida quem ficará com a posse do animal.

A mesma fonte refere que os conflitos entre ambas as partes têm sido constantes. O casal alega ter salvo o gato devido ao seu mau aspeto, sem estarem cientes da popularidade do animal em Albufeira. Andreia e Paulo terão levado o gato a um veterinário no Porto (a conselho de um outro veterinário de Setúbal), onde terá sido realizada uma TAC que resultou num diagnóstico de cancro.

No entanto, após ter sido conhecido o paradeiro do gato, Andreia e Paulo começaram a receber mensagens que tanto apelavam à devolução do animal, como continham apenas ameaças. As redes sociais associadas ao gato branco têm feito vários apelos para a sua devolução.

Publicidade

Foi inclusive criada uma petição online que pretende juntar assinaturas por forma a reunir apoiantes para a devolução do animal à sua casa em Albufeira.

O "Sr. sem Orelhas" encontra-se, de momento, no Canil Municipal do Porto. O gato terá sido apreendido após uma denúncia e, até à resolução do conflito entre o casal e a Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, ficará no canil.

A página de Facebook de nome "Mr No Ears - Sr. Sem Orelhas", já existe desde 2014 e, além de se focar no gato em questão, ajuda a divulgar casos de gatos abandonados, assim como outras iniciativas solidárias da parte da Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve. O gato também era conhecido e acarinhado por vários turistas portugueses e estrangeiros que passavam férias na região.  A KittyArmy, uma página web dedicada inteiramente a gatos, falou do icónico felino, como sendo o "Rei Leão" de Albufeira.

Ainda durante o presente ano, a Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve e a Carvoeiro Cat Charity pretendiam juntar-se por forma a construir um refúgio para gatos deficiente ou resgatados. O nome planeado para o projeto seria dedicado ao famoso gato algarvio. #Animais #Insólito