Apesar a ameaça constante da chuva, mais de cinco mil pessoas reuniram-se hoje, dia 11 de Outubro, na zona ribeirinha de Portimão para correrem numa iniciativa contra o #Cancro, principalmente contra o cancro da mama. A partida da maratona foi dada por volta das 10:00 horas junto à Antiga Lota, perto da Ponte Velha. Todos os participantes que apenas quiseram fazer a mini-marcha seguiram em direção à Marina de Portimão. Todos os que tinham como objetivo chegar ao fim tiveram mais uns quilómetros para fazer. 

A 15ª edição da Mamamaratona foi organizada pela Associação Oncológica do Algarve (AOA). Os participantes concentraram-se na Antiga Lota, na zona ribeirinha de Portimão, por volta das 09:00 horas. A partida foi dada às 10:00 horas. 

Segundo a Associação Oncológica do Algarve, a Mamamaratona consiste numa marcha/corrida de oito quilómetros. Além disso, a Mamamaratona também integra competições oficiais da Associação de Atletismo do Algarve (mini-maratona de dez quilómetros e meia maratona de 21 quilómetros). 

A Mamamaratona teve como principais objetivos alertar toda a população para o problema que afeta uma grande percentagem da população portuguesa, o cancro da mama, e sensibilizar as pessoas para a necessidade da prática regular de atividade física, que proporciona um estilo de #Vida Saudável. Outro grande objetivo desta maratona foi angariar fundos para o projeto Casa Flor das Dunas, que consiste numa residência temporária para o doente oncológico que se encontra em tratamento na Unidade de Radioterapia do Algarve. Um projeto também vindo da Associação Oncológica do Algarve. A Ciência tem vindo a tentar arranjar soluções para a doença que afeta muitas pessoas, o cancro. 

Esta maratona teve a parceria da Câmara Municipal de Portimão, da Associação de Atletismo do Algarve e também contou com o apoio de Juntas de Freguesia e municípios que se têm mostrado cada vez mais sensíveis à grande problemática do cancro da mama. O cancro é infelizmente uma doença que tem vindo a afetar uma grande percentagem da população. Todas estas iniciativas proporcionam um enorme apoio a todos os doentes oncológicos.   #Causas