As autoridades marítimas e os bombeiros têm estado a fazer buscas no rio Arade para encontrar uma alegada vítima de um acidente ocorrido na madrugada deste sábado, 5 de Dezembro. O caso aconteceu ao quilómetro 45 da Estrada Nacional (EN) 125, em plena Ponte Nova de Portimão, envolvendo um automóvel que acabaria por incendiar-se. Ao fim de dois dias, as buscas realizadas no rio e nas margens não deram resultados, pelo que já há quem duvide da versão da história. O relato foi feito às autoridades por um passageiro do veículo, que estava alcoolizado e que também se atirou ao rio.

O alerta para o acidente foi dado cerca das 5:30 horas de sábado, 5 de Dezembro, e dava conta de um despiste de um automóvel ligeiro de passageiros, que acabaria por bater num pesado de mercadorias, vindo a imobilizar-se no rail de protecção lateral da estrada, incendiando-se. Um homem, proprietário do Audi A6 que ficou completamente destruído, foi resgatado do rio tendo alertado as autoridades presentes no local para a existência de um segundo passageiro que, na sua versão, era o condutor do automóvel.

A situação fez com que fosse iniciada uma operação de buscas, envolvendo diversos meios da Autoridade Marítima, Bombeiros Voluntários de Portimão e de Lagoa e militares da Guarda Nacional Republicana. Isto depois de ter sido confirmada a ausência de qualquer corpo carbonizado nos escombros do automóvel ardido. As buscas, tanto através de embarcações no rio, como por viaturas terrestres em ambas as margens, realizaram-se durante todo o dia de sábado, tendo sido suspensas ao anoitecer. Foram retomadas ao início da manhã deste domingo, também sem sucesso, para além de terem sido encontradas algumas peças do automóvel acidentado.

Santos Pereira, capitão do porto de Portimão, disse aos jornalistas que a única informação que aponta para a existência de uma alegada segunda vítima do acidente foi dada pelo homem que foi resgatado do rio por elementos do Instituto de Socorros a Náufragos e da Polícia Marítima, apresentando-se alcoolizado e com queimaduras, tendo sido transportado para a unidade hospitalar do Centro Hospitalar do Algarve, em Portimão. #Acidente Rodoviário #Afogamento