Ao início da tarde desta sexta-feira, dia 23 de setembro, um jovem de 19 anos morreu em Faro, após ter sido colhido por um comboio numa passagem de nível localizada a dois quilómetros da cidade algarvia. O jovem, do sexo masculino, deslocava-se na sua bicicleta e atravessou a linha ferroviária ainda com a cancela de segurança fechada, segundo adiantou a edição online do jornal Correio da Manhã. O maquinista não conseguiu imobilizar o veículo a tempo de evitar o atropelamento e o rapaz teve morte imediata.

Publicidade

O #Acidente que vitimou este jovem ocorreu por volta das 13 horas, o que levou a que a circulação de comboios entre Albufeira e Olhão estivesse interrompida para que as autoridades pudessem remover o cadáver, segundo foi divulgado por uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro à Agência Lusa.

A Agência Lusa entrou também em contacto com a CP - Comboios de Portugal para saber mais sobre o assunto, e foi informada que o acidente mortal aconteceu no sentido Loulé (Parque das Cidades) - Faro, daí a circulação ter estado condicionada. Entretanto, já foi restabelecida, estando todos os comboios a funcionar dentro da normalidade.

Mais de uma dezena de operacionais estiveram no local, entre os quais vários membros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), da Guarda Nacional Republicana (GNR), para além de uma corporação de bombeiros.

As autoridades continuam a investigar o caso e ainda não foram adiantadas mais informações sobre o assunto ou o motivo que levou a que o jovem se atravessasse na linha de bicicleta. O jovem terá visto a cancela de segurança fechada, a qual indica que irá passar um comboio dentro de pouco tempo, não permitindo a passagem, quer de peões, quer de outros veículos.

Este não é o primeiro caso de jovens que não seguem as regras de segurança, acabando com um desfecho trágico. No passado dia 2 de setembro, uma adolescente de 16 anos, Micaela Santos Saraiva, perdeu a vida após ter sido atropelada pelo comboio, na estação de Portimão.