#Cristiano Ronaldo recebeu hoje das mãos do presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, uma camisola que assinala os 300 golos marcados ao serviço dos Blancos. O jogador Português, que atingiu esta impressionante marca, pode não ficar por aqui, podendo-se tornar no melhor marcador de todos os tempos da história do clube Madrileno. À sua frente, Cristiano Ronaldo só tem duas antigas glórias do Real Madrid: Di Stefano, com 308 golos, e Raúl González, com 323 golos. Tendo em conta que Ronaldo tem 30 anos e a época ainda não acabou, certamente que em breve teremos uma notícia intitulada "Cristiano o melhor marcador do Real Madrid de todos os tempos". Se não for esta época, e se o jogador continuar ao serviço dos Blancos, certamente será na próxima, em 2015/2016.

Mas vamos aproveitar para olhar para a carreira do jogador Português no Real Madrid. Cristiano Ronaldo chegou à equipa Merengue pronto para a época de 2009/2010, vindo do Manchester United, uma transferência que custou aos cofres do Real Madrid 94 milhões de euros. Apesar de não ter conquistado nenhum título essa época, e de ter enfrentado uma lesão que o obrigou a parar quase dois meses, Ronaldo ainda apontou 46 golos nos 48 jogos que realizou, mostrando que, de facto, poderia ser uma mais-valia no conjunto Blanco. Em 2010/2011, Cristiano tornou-se no jogador a marcar mais golos numa só época pelo Real Madrid, 53 no total, superando Puskás, que tinha apontado 49. Nesse ano, o Real Madrid conquistou a Taça do Rei. Em 2011/2012, Ronaldo foi candidato à conquista da bola de ouro, mas acabou por perdê-la para Lionel Messi. Nessa época, o jogador Português apontou 60 golos, batendo assim o recorde da época anterior, de 53 golos, e foi crucial na conquista da Liga Espanhola na equipa treinada por José Mourinho.

Chegados a 2012/2013, o Real conquista a Supertaça de Espanha, com Ronaldo a apontar todos os golos da equipa Merengue no conjunto das duas mãos frente ao Barcelona, 2-2 na primeira mão, e 2-1 na segunda, foram os resultados. Foi nesta época que Ronaldo atingiu os 300 golos, contabilizando todos os clubes por onde passou. Ronaldo acabou a época com 55 golos marcados no total, mas o Real não ganharia mais nenhum título essa época para além da Supertaça. A época de 2013/2014 foi sem dúvida uma época em cheio. Apesar do Real não ter sido campeão em Espanha, Ronaldo ganhou individualmente a Bola de Ouro e foi o melhor marcador da Champions League, com 17 golos. Colectivamente, venceu a Taça de Espanha e a Liga dos Campeões, a 10ª do Real Madrid. Esta época já ajudou o Real a ganhar a Supertaça Europeia, o Campeonato do Mundo de Clubes e venceu a sua terceira bola de ouro. Vamos aguardar para ver como termina a época, mas o Real Madrid e Ronaldo ainda podem vencer a Liga Espanhola e a Champions League. #Futebol