O ex-jogador do Benfica, Bernardo Silva, acredita que os encarnados podem vencer o FC Porto com um golo...aos 92 minutos e em fora-de-jogo. Em declarações ao "MaisFutebol", Bernardo Silva, a representar o #Benfica, e João Moutinho, pelo FC Porto, anteviram o clássico do próximo domingo. Os dois jogadores portugueses pontificam actualmente no Mónaco, treinado por Leonardo Jardim. Recorde-se que o FC Porto só depende de si próprio para ser campeão, tornando-se líder se vencer por 3-0 ou por 2 golos de vantagem se o Benfica marcar.

Questionado sobre qual o resultado do clássico, Bernardo Silva não teve dúvidas em responder. O Benfica, segundo ele, ganhará por 1-0 com um golo aos 92 minutos, apontado pelo avançado Jonas. O ex-jogador portista, ao lado de Bernardo Silva, não conteve o riso, afirmando que ele "estava a lembrar-se do Kelvin" e que só faltava dizer que o golo seria apontado com a mão ou numa outra irregularidade. O ex-benfiquista disse, então, que o golo seria em fora-de-jogo.

Dada a palavra a João Moutinho, o médio referiu que Bernardo Silva tem o golo de Kelvin bem presente na memória e foi, por essa razão, que ele afirmou que amanhã o clássico se decidiria com um golo aos 92 minutos. No seu prognóstico, Moutinho não apostou em nenhum resultado, esperando apenas que o FC Porto ganhe e, se possível, por uma diferença de "dois ou três golos". No entanto, se o Benfica ganhar, João Moutinho não tem dúvidas: os encarnados serão bicampeões nacionais.

Inesquecível golo de Kelvin, aos 92 minutos

Foi há já quase dois anos que o pontapé de Kelvin levou à loucura os portistas e ao desespero os benfiquistas. Mais propriamente, a 11 de Maio de 2013. Na altura, o FC Porto tinha o campeonato quase "perdido", uma vez que o Benfica tinha mais quatro pontos do que os dragões, à 27ª jornada. Na jornada seguinte, o impossível tornou-se uma realidade, com o Benfica a escorregar, em casa, com o Estoril (1-1).

À 29ª e penúltima jornada, os dragões defrontavam o Benfica, no jogo do título (um pouco à imagem do clássico de amanhã). À entrada para essa partida, nenhuma das duas equipas tinha sofrido qualquer derrota, no campeonato. Depois do Benfica se adiantar no marcador, os adeptos portistas pensavam que teria tudo sido um esforço inglório, visto que se o Benfica ganhasse no Dragão, festejava o título de campeão. No entanto, o FC Porto empatou a partida.

Com o final muito próximo e o resultado empatado a uma bola, os adeptos portistas começavam a não acreditar no "milagre", mas estavam enganados. Aos 92 minutos, Kelvin recebe um passe de Liedson, entra na área e chuta para o fundo da baliza. Loucura no Dragão, a contrastar com o desespero de Jorge Jesus no banco e todos os elementos benfiquistas. Final das contas: na jornada seguinte, ambos ganharam, mas foi o FC Porto que conquistou o título de campeão nacional com mais um ponto que o rival. #Futebol #F.C.Porto