Barcelona e Real Madrid distinguem-se cada vez mais como sendo os grandes candidatos à vitória da Liga BBVA, que representa o principal escalão do #Futebol Espanhol. As duas equipas já levam uma boa distância na luta pelo título e continuam separadas por apenas dois pontos, o Barcelona com 78 e o Real com 76, quando faltam seis jogos para terminar o campeonato. Ou seja, 18 pontos ainda estão em disputa. Para além desta intensa luta que move milhões de fãs em todo o mundo, as duas principais estrelas dos dois clubes, Ronaldo e Messi, não param de bater recordes.

O Barcelona teve este fim-de-semana no seu estádio um jogo bastante complicado frente ao Valência de Nuno Espírito Santo. A equipa Catalã conseguiu desembaraçar-se bem do seu adversário e venceu por 2-0, com os dois golos a serem marcados por intermédio de Luis Suárez e Messi, o suspeito do costume, o primeiro aos 56 segundos e o 2-0 a ser feito já nos últimos instantes do período de descontos da segunda parte. O Valência poderia ter criado mais dificuldades se não fosse tão perdulário no ataque. A ocasião mais flagrante foi quando Dani Parejo desperdiçou uma grande penalidade aos 10 minutos da primeira parte. O jogo fica marcado pelo golo 400 de Lionel Messi que constitui um recorde ao serviço do Barcelona em todas as competições. O jogador Argentino cumpre a sua 12ª época ao serviço dos Catalães.

Já o Real Madrid venceu o Málaga por 3-1, com golos de Sergio Ramos, aos 24 minutos, de James Rodríguez, aos 69 minutos e de #Cristiano Ronaldo, já nos descontos da segunda parte. O jogador Português ainda desperdiçou uma grande penalidade na segunda parte da partida, mas este jogo ficou marcado por mais um recorde de CR7. O melhor jogador do mundo de 2014 tornou-se no primeiro jogador a marcar 50 golos em cinco épocas seguidas pelo Real Madrid, juntando este a mais uma série de recordes que já conquistou na sua carreira. De referir que o jogador pode-se tornar muito em breve no melhor marcador de todos os tempos dos Blancos. CR7 e Messi estão agora concentrados em garantir a passagem às meias-finais da Champions League.