O Barcelona passou às meias-finais da Champions League com distinção ao eliminar o PSG com duas vitórias por 3-1 e 2-0. Agora é tempo de voltar a apontar baterias para a conquista da #Liga Espanhola e vem aí mais um dérbi da Catalunha. Lionel Messi e companhia vão deslocar-se ao terreno do seu rival da região, o Espanyol, clube por onde já passaram jogadores portugueses como Simão Sabrosa, Pizzi ou Paulo Sousa. O conjunto conhecido como Blanquiazules ocupa actualmente o 9º lugar da tabela classificativa e desde há muito tempo que não se aproxima dos lugares cimeiros da tabela, a última vez foi um 3º lugar conquistado na época de 1986/87.

Luis Enrique, treinador do Barcelona, tem o seu plantel na máxima força tirando Vermaelen, que está lesionado desde o início da época nunca tendo sido opção. A apreensão vai para Mathieu e Suárez que estão em risco de exclusão se virem um cartão amarelo nesta partida. Já do lado do Espanyol, o treinador Sergio González não poderá contar com Víctor Sánchez, castigado, e Mattioni, lesionado. O Barcelona vai entrar em campo para tentar consolidar a vantagem de dois pontos que tem sobre o Real Madrid de Cristiano Ronaldo e vai aguardar por uma eventual escorregadela dos Merengues, que pode deixar a equipa Catalã mais isolada no comando do campeonato.

Os confrontos entre as duas equipas em encontros realizados em Cornellà-El Plat (estádio do Espanyol) registam um equilíbrio em todos os aspectos. O Barcelona venceu por 29 vezes, contra 25 do Espanyol, mas os empates são também dominantes, com um total de 26 entre os dois conjuntos. Os Blanquiazules não vencem o Barça desde 2007 no seu estádio e vão tentar contrariar esta tendência, que permitiu aos Blaugrana terem actualmente mais vitórias no confronto directo com o rival. Destaque para uma vitória em 2010 para o Barça, por 5-1, num jogo em que Messi não marcou: Pedro (2), Xavi (1) e David Villa (2) foram os heróis dessa partida. Do lado do Espanyol há a destacar uma vitória por 6-0 já no longínquo ano de 1951.