O reinado de Jorge Jesus no Estádio da Luz pode estar a chegar ao fim e o sucessor já foi escolhido por Luís Filipe Vieira. Paulo Bento, antigo treinador do Sporting e selecionador nacional, que vestiu a camisola do #Benfica enquanto jogador, é o nome que o presidente dos encarnados quer ver no banco de suplentes caso a renovação de Jesus não avance.

Recorde-se que o atual treinador do Benfica está em final de contrato e as conversações, que já existiram, não avançarão em definitivo até terminar o campeonato. O motivo é simples: Luís Filipe Vieira só avançará com números definitivos, que serão sempre menores do que o salário atual de Jesus, se o Benfica se sagrar campeão nacional esta temporada.

Luís Filipe Vieira, de resto, já começou a anunciar algumas mexidas na filosofia encarnada, nomeadamente a maior aposta na formação, sobretudo devido a motivos financeiros. E, caso Jorge Jesus permaneça, terá sempre de se adaptar aos novos ventos que sopram na Luz e dos quais nunca foi admirador confesso. Paulo Bento, por seu lado, é um desejo antigo do presidente do Benfica e encaixa como uma luva no novo projeto. Recorde-se que em Alvalade, apesar de não ter sido campeão nacional, conquistou a Taça de Portugal e a Supertaça, além de ter projetado nomes da formação como Rui Patrício, João Moutinho, Miguel Veloso, entre outros.

Desde que deixou o cargo de selecionador nacional que Paulo Bento optou por uma pausa na carreira, ainda que tenha estado sempre atento ao mercado e com convites em carteira. O último deles chegou de Espanha, país onde Paulo Bento granjeou respeito enquanto jogador - representou o Oviedo -, mais precisamente do Deportivo da Corunha. O técnico português rejeitou e vai esperar até ao início da próxima temporada para tomar uma decisão, tendo sempre as portas entreabertas do Estádio da Luz.

Paulo Bento, de resto, é benfiquista confesso e, depois de ter comandado a Seleção Nacional, só terá as portas abertas do Benfica, uma vez que as polémicas que alimentou com Pinto da Costa, enquanto selecionador nacional, hipotecaram qualquer possibilidade de orientar o FC Porto nos tempos mais próximos.

Quanto a Jorge Jesus, já se sabe que o reinado na Luz, além dos títulos colecionados, projetou o seu nome a nível internacional. O futuro está em aberto, é certo, mas o experiente técnico tem a seu lado a máquina de Jorge Mendes, que lhe poderá abrir mercados como o de Espanha e Inglaterra. Nos últimos tempos, o nome de Jesus acabou por surgir associado ao Fenerbahçe, sendo que o emblema turco tratou de desmentir qualquer interesse no atual treinador do Benfica. Jesus, de resto, pretende mesmo experimentar um campeonato estrangeiro, mas apenas numa equipa de top europeu. E o AC Milan, é sabido, surge logo à cabeceira, uma vez que já tentou resgatar o treinador em duas ocasiões. #Futebol