Já são conhecidas as outras duas equipas que garantiram bilhete para a fase decisiva da mais importante competição de clubes da Europa. Real Madrid e Juventus acompanham Barcelona e Bayern Munique nas meias-finais da Liga dos Campeões 2014-2015.

Sem algumas das principais estrelas, mas com Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão no onze, o Real Madrid arrancou uma vitória a ferros diante de um Atlético de Madrid que foi ao Santiago Bernabéu discutir a eliminatória, naquela que foi a reedição da final de Lisboa do ano passado. Depois do nulo da primeira mão, este foi mais um jogo muito competitivo em que ninguém queria arriscar fosse o que fosse. Talvez por jogar em casa, as melhores oportunidades foram criadas pelos "merengues", com Chicharito a ser o mais perdulário. Cristiano Ronaldo esteve longe do que pode e sabe fazer, mas mesmo assim criou algum perigo junto da área contrária.

O Atlético fazia o seu jogo de paciência e não foi por acaso que criou poucos lances de perigo. Tiago, que jogou a titular, saiu aos 86 minutos quando a sua equipa jogava com menos um, fruto da expulsão de Arda Turan dez minutos antes. Oblak, antigo guarda-redes do Benfica, rubricou mais uma excelente exibição. Porém, nada pôde fazer aos 88 minutos quando Chicharito, a passe de CR7, fez o único golo da partida, que carimbou o acesso às meias-finais.

No outro jogo da noite, o Mónaco, de Leonardo Jardim, Bernardo Silva e João Moutinho, não conseguiu bater a Juventus em casa e tentar no mínimo levar o jogo para prolongamento depois da desvantagem (1-0) que trazia da 1ª mão. Bem tentaram os monegascos chegar ao golo, mas o empate a zero manteve-se até ao apito final do árbitro, num encontro com poucos remates à baliza, 1-1 para cada lado. Valeu, pois, o golo de Arturo Vidal no primeiro jogo e que deixou as portas abertas da "vecchia signora" para a fase seguinte.

As meias-finais da prova milionária estão marcadas para o mês de Maio e a final será disputada no dia 6 de Junho no estádio Olympiastadion, em Berlim. #Liga dos Campeões