Valeri Bojinov é um daqueles casos estranhos do #Futebol. Joga a ponta de lança, nasceu em Gorna Oryahovitsa, Bulgária, a 15 de Fevereiro de 1986, e aos 14 anos, foi descoberto pelo director desportivo do Lecce, clube que acabou por contratá-lo. Jogou pelas camadas jovens do Lecce, até que se estreou na equipa principal, em 2001, aos 15 anos, tornando-se o jogador estrangeiro mais novo a jogar no principal escalão italiano. Marcou o seu primeiro golo na principal divisão italiana a 6 de Janeiro de 2004, tornando-se também no mais novo marcador estrangeiro da Série A.

Em Janeiro de 2005, a Fiorentina avança para a sua contratação, tendo o jogador feito 9 jogos e marcado 2 golos pela equipa "Viola" até ao final da época 2004/05. Na época seguinte, em 29 jogos, rendeu 8 golos. Na época de 2006/07 é emprestado à #Juventus, que tinha acabado de ser relegada para a Série B, tendo nessa época marcado 7 golos em 20 jogos, ajudando a "Vecchia Signora" a vencer a 2ª Liga.

Em Agosto de 2007, é contratado pelo Manchester City, assinando um contrato de 4 épocas, mas teve uma passagem infeliz pelo clube inglês, e, após lesões e alguns jogos pela equipa de reservas, acaba emprestado ao Parma, em 2009, clube que o contratou em Julho de 2010, depois de um ano de empréstimo.

Em 6 de Julho de 2011, o #Sporting paga ao Parma a quantia de 2.6 milhões de euros por 80% do passe do jogador, mas, após alguns jogos, em Janeiro de 2012, é instaurado um processo disciplinar a Valeri devido ao seu comportamento num jogo, e é considerado "persona non grata", sendo inclusive impedido de entrar nas instalações do clube.

Seguem-se empréstimos ao Verona e Vicenza, ambos de Itália, e no último dia de Janeiro de 2014 assina pelo Levski Sofia, da Bulgária, sendo a primeira vez na sua carreira que ia jogar por um clube do seu pais. Fez 5 jogos marcando apenas um golo. No verão de 2014, aos 28 anos, acaba por assinar pelo Ternana, da Série B italiana, onde fez, até ao momento, 24 jogos e marcou apenas 5 golos. O clube encontra-se neste momento no 14º lugar da Série B italiana.

Um jogador com uma ascensão meteórica, que aos 19 anos assinou contrato com a Fiorentina, passou por clubes como a Juve, Man City e Sporting, decerto não esperaria estar aos 28 anos a jogar no 14º classificado da 2ª liga italiana.