Já diz o ditado que os problemas familiares resolvem-se… em família, mas Emmanuel Adebayor decidiu partilhar com todo o mundo as agruras que o têm afectado no último meio ano. Actualmente a defender as cores dos ingleses do Tottenham Hotspur, o avançado togolês revelou na rede social Facebook que teve recentemente de viajar até à terra mãe para tentar "afastar" o mau-olhado e outros rituais de bruxaria de que foi alvo por parte da própria família. Em causa estão desavenças entre o jogador, a mãe e a irmã. Apesar de concordar que estes são assuntos que devem ser tratados internamente, o antigo jogador do Real Madrid afirma que espera que outras famílias possam aprender com os erros da sua.

Numa extensa e pormenorizada nota publicada no seu perfil oficial no Facebook, Emmanuel Adebayor explicou que nos últimos seis meses foi acusado pela mãe e também pela irmã de ser pouco solidário com elas, facto que levou as duas parentes a rogarem pragas, lançarem mau-olhado e efectuarem vários rituais de bruxaria de forma a prejudicar o avançado de 31 anos. "Durante muito tempo guardei todas estas histórias para mim, no entanto, agora acredito realmente que chegou a hora de partilhá-las convosco. Tem toda a razão de ser o ditado que diz que os problemas familiares devem ser resolvidos em família e não em público, mas vou fazê-lo para que todas as outras famílias possam aprender com o que aconteceu na minha", escreveu Adebayor.

O togolês denuncia a "traição" que recebeu por parte dos seus familiares, apesar de sempre os ter ajudado financeiramente. "Em 2005 organizei uma reunião para resolver todos os nossos problemas familiares. Quando lhes perguntei qual a sua opinião, disseram-me que eu tinha de construir uma casa para cada um e dar-lhes dinheiro mensalmente, como de um salário se tratasse. A verdade, crua e dura, é que eu estou vivo e eles [família] estão a dividir as minhas propriedades como se eu já estivesse morrido. Não estou a escrever estas coisas para denunciar a conduta dos meus familiares, apenas o faço porque quero e espero que outras famílias africanas possam aprender com esta minha realidade", pode ler-se no perfil do jogador.

Justificando em certo modo a escassa utilização esta temporada nos Spurs, onde somou somente 17 jogos em todas as competições, Adebayor revela que viajou inúmeras vezes ao Togo nos últimos seis meses para tentar resolver os problemas familiares que o afectaram pessoal e profissionalmente. No post pode ainda ver-se uma foto em que o atacante está acompanhado pela mãe. #Futebol #Curiosidades