A #Juventus garantiu a presença na final da #Liga dos Campeões, depois de empatar esta quarta-feira, 13 de Maio, a uma bola com o Real Madrid. Depois de eliminarem o Bayern e o Real Madrid, o Barcelona e a Juventus vão medir forças na final da Champions que se joga em Berlim, no próximo dia 6 de Junho, a partir das 19h45. O Barcelona volta a marcar presença na final, após quatro anos de ausência. Já a Juventus não disputava uma final da Liga dos Campeões desde a época de 2002/2003.

Os finalistas desta edição tiveram sortes distintas nas suas últimas finais. O Barcelona venceu o Manchester United na edição de 2008/2009, conquistando o seu quarto troféu. Por sua vez, a Juventus disputou a sua última final na época de 2002/2003, defrontando o AC Milan, onde viria a sair derrotada, perdendo nas grandes penalidades. Esta será a primeira vez que o Barcelona e a Juventus se encontram na final da liga milionária. Uma final que opõe o poderio catalão ao futebol pragmático e defensivo da "Vecchia Signora". O Olympiastadion, em Berlim, "casa" do Hertha, com uma capacidade para 74 mil espectadores, tem o privilégio de receber a final do torneio mais desejado por qualquer clube.

Curiosamente a Juventus chega a esta final com um golo de um jogador que há precisamente um ano festejou a décima Liga dos Campeões do Real Madrid. Álvaro Borja Morata Martín marcou dois golos ao Real Madrid nesta meia-final, uma espécie de vingança frente a equipa que o vendera no final da época passada por 20 milhões. Desta feita, nem o golo de grande penalidade assinalado por Cristiano Ronaldo, a meio da primeira parte após falta de Chiellini sobre James, chegou para apurar o Real Madrid. Embora o Real tenha tentado chegar à final, a pontaria foi escassa e na baliza da Juventus estava um senhor com dotes de melhor guarda-redes do mundo.

O Barcelona por seu lado vingou a pesada eliminação sofrida frente ao Bayern na meia-final da época de 2012/2013, quando foi afastado por sete golos sem resposta no conjunto das duas mãos. #F.C. Barcelona