O Benfica sagrou-se neste domingo, dia 17 de Maio, campeão nacional de futebol pela 34.ª vez, fruto de um empate frente ao Vitória de Guimarães, na penúltima jornada da I Liga. A equipa de Jorge Jesus chega ao terceiro título de campeão, tornando-se bicampeão pela primeira vez neste século. A última vez que tinha sido bicampeão foi há mais de três décadas, nas épocas 1982/83 e 1983/84, aos comandos do Sueco Sven Göran Aune Eriksson. O #Benfica confirma assim o fim da hegemonia do FC Porto nos últimos anos, e torna-se a primeira equipa do "top 10" europeu a chegar aos 34 títulos de campeão nacional.

A equipa de Jorge Jesus pode ainda somar mais um título esta época, pois está na final da Taça da Liga, onde irá defrontar o SC Marítimo no dia 29 de Maio. A equipa da luz soube superar a saída de jogadores muito influentes (Garay, Enzo Pérez, Markovic, Rodrigo, André Gomes) na maneira de jogar do Benfica, e que tinham sido determinantes na conquista do último campeonato.

Jonas tornou-se na surpresa do Benfica e do Campeonato, o artilheiro brasileiro teve uma influência tremenda na conquista deste campeonato, conseguindo alcançar o top 3 dos melhores marcadores do campeonato. Independentemente dos golos marcados na última jornada, o top 3 já não foge a Jonas. E muito possivelmente o Benfica poderá terminar a época com dois jogadores no top 3 dos melhores marcadores. Jonas e Lima, a dupla de artilheiros preferida de Jorge Jesus esta época, já marcaram mais de 30 golos juntos.

À Praça do Marquês de Pombal, que já estava preparada para as celebrações, encontra-se pintada em tons de vermelho, vão chegando milhares de benfiquistas de todos os lados, para a celebração da conquista do tão ambicionado título de Bicampeão. Numa época em que o apoio dos adeptos foi constante durante todo o campeonato, a conquista do título é mais que merecida.

O apoio do "décimo segundo jogador" no estádio da Luz traduziu-se numa assistência espantosa de mais de 800.000 espectadores, faltando ainda um jogo em casa. O jogo da última jornada frente ao Marítimo no Estádio da Luz promete mais uma enchente e, independentemente do resultado do jogo, o ambiente será de festa. #Futebol #Campeonato Nacional de Séniores