Foi através de um comunicado de imprensa que o antigo jogador do Manchester United e atual capitão da seleção nacional inglesa, Rio Ferdinand, anunciou que a sua esposa, Rebecca Ellison, de 34 anos, havia falecido, vítima de cancro de mama galopante. "A minha alma gémea partiu na noite passada. Rebecca, a minha maravilhosa esposa, faleceu após uma curta batalha contra o cancro, no Royal Marsden Hospital, em Londres", partilhou o futebolista de 36 anos.

O atual jogador do Queen Park Rangers e a esposa tinham-se casado em 2009 e da união resultaram três filhos: Lorenz, com nove anos, Tate com seis, e Tia com quatro anos. No mesmo comunicado, o capitão da seleção inglesa fez questão de não se esquecer de agradecer a todos aqueles que o apoiaram a ele e à família ao longo dos últimos tempos: "durante estes dias de desespero e nos meses em que tive de despender de toda a atenção para a minha esposa". Vários colegas manifestaram já o seu apoio e solidariedade para com a estrela de #Futebol. Os seus colegas de equipa, que tiveram jogo em Liverpool este sábado, "desfilaram" uma faixa preta como símbolo de luto e apoio à dor do defesa de 36 anos.

É também através do twitter que chegam muitas mensagens para Rio Ferdinand e família neste momento de dor. Barton, capitão do Queens Park Rangers, foi uma das pessoas a deixar uma mensagem: "Soube agora desta notícia terrível. O meu coração está com Rio Ferdinand e a sua família. RIP Rebecca". Wayne Rooney, que em tempos fora também colega de equipa de Ferdinand, escreveu no seu twitter: "Triste por saber da Rebecca. As minhas preces estão com Rio e a sua família neste momento de tristeza". Para além de Rooney, também Michael Owen e Chris Smalling, do Manchester United, demonstraram o seu apoio: "Estupefacto por saber da mulher de Ferdinand. Os meus pensamentos estão com eles", escreveu Owen.

Leroy Fer preferiu optar por uma forma diferente de deixar as suas condolências e apoio e fê-lo através de uma t-shirt que dizia "Força família Ferdinand". Cristiano Ronaldo, que também trabalhou durante vários anos com Rio Ferdinand nos tempos do Manchester United, ainda não fez declarações públicas em relação ao acontecimento. Aficionados dos Red Devils também se fizeram ouvir e ecoaram o nome do antigo jogador do clube, durante algum tempo, demonstrando que também eles estão solidários na sua dor.