O jogo de 4ª feira passada, dia 6 de maio, frente ao Aves podia ter sido o encontro histórico que colocaria o Desportivo de Tondela na 1ª Liga do futebol nacional. Tal não aconteceu, já que os da casa perderam por 3 bolas a 0, num jogo em que Quim, veterano guarda-redes do Aves, foi o herói da partida. Este domingo, nova derrota para os comandados de Quim Machado, desta feita na deslocação a Olhão, por 3-1. Afinal, o que se tem passado nos últimos jogos do Tondela?

Qualquer adepto que tenha assistido ao jogo com o Aves, a meio da semana e com um dos últimos da tabela, certamente nunca imaginaria que o Tondela fosse copiosamente batido no seu terreno. A derrota seguinte frente ao Olhanense foi mais uma contrariedade para os Tondelenses, que assim se vêm com uma vantagem muito escassa sobre o segundo classificado.

Para quem tinha sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado há dois jogos atrás, a situação atual tornou-se muito complicada, mais ainda quando os próximos dois jogos, os últimos, são com equipas do topo da classificação: o Chaves, em casa, e o Freamunde, fora.

Para os adeptos do Desportivo de Tondela, a explicação que mais se ouve para os últimos desacertos são a ansiedade e a pressão de estar muito perto do sonho da subida. Mas também há quem fale em excesso de confiança por parte dos jogadores, que se têm desdobrado em entrevistas onde se fala na promoção como algo já adquirido. Outros adeptos dizem mesmo que se entrou em descompressão demasiado cedo pela ilusória vantagem pontual. Certo é que o técnico Quim Machado tem frisado que nestes momentos chave não se podem desperdiçar as oportunidades, pelo que os jogadores têm de se sentir confiantes e concentrados no objetivo da vitória. Por outro lado, de realçar que o Tondela nos últimos 3 jogos não conseguiu terminar com 11 jogadores em campo, algo que também pode ser indicativo de que os níveis psicológicos e de confiança não estarão no melhor.

No próximo domingo, jogo escaldante em Tondela, com a receção ao Desportivo de Chaves, que está a apenas 3 pontos, esperando-se casa cheia. E, caso a subida de divisão se concretize, vão viver-se momentos de grande felicidade para todos os adeptos do clube beirão, mas de forma mais intensa para o presidente Gilberto Coimbra. O homem que foi buscar o clube aos distritais para o patamar mais alto do futebol nacional pode alcançar o seu sonho, mas também o de toda uma região. #Segunda Liga