São dias difíceis os que se vivem no Córdoba. Com a despromoção para a segunda divisão espanhola confirmada, os adeptos não conseguiram conter a fúria pela temporada desoladora e fizeram questão de marcar presença em massa no treino aberto desta segunda-feira. Com vários cânticos e gritos insultuosos para a equipa, Nabil Ghilas, jogador emprestado pelo FC Porto, e Bebé, cedido em Janeiro pelo Benfica, foram dois dos mais visados. A saída das instalações também não foi pacífica com os aficionados a bloquearem o autocarro. A intenção seria falar com o capitão Abel Goméz que não desceu do bus.

Com o 20º e último posto da #Liga Espanhola há muito "reservado", o Córdoba não sabe o que é ganhar um jogo há quatro meses, sendo que o último triunfo data de 12 de Janeiro (Rayo Vallecano 0-1 Córdoba). O registo dos andaluzes tem tanto de negativo como de difícil de acreditar, ora vejamos. Com 2 pontos conquistados nos últimos 17 jogos, a equipa do Córdoba já vai no terceiro treinador esta temporada. Depois de ter regressado ao convívio dos grandes esta época, o futuro está destinado a ser o rebaixamento à Liga Adelante. Apesar da aposta forte no mercado de Inverno, que fez chegar o já referido Bebé do Benfica e também Heldon, cedido pelo Sporting, nem assim as melhorias surgiram, acabando dessa forma por confirmar a descida de divisão.

Já depois de terem "escapado" a um processo disciplinar por saírem à noite sem autorização do clube, a verdade é que Ghilas e Bebé ganharam alguns "anticorpos" no emblema andaluz. Com 7 golos e 27 jogos na Liga espanhola, o ponta de lança internacional argelino esteve abaixo das expectativas do clube e também dos adeptos. Já Bebé chegou em Janeiro, emprestado pelo Benfica, e nas raras oportunidades que dispôs não foram aproveitadas. Apesar dos 18 jogos com a camisola do Córdoba, dos quais 16 como titular, o luso ainda agitou as águas nos primeiros encontros, mas depois foi perdendo a capacidade de explosão que tanto o caracteriza.

Com apenas duas rondas para o fim do Campeonato, e numa recta final em que o clube vai somente cumprir calendário, Ghilas e Bebé muito dificilmente ficarão no Estádio El Arcángel, ainda para mais depois de terem sido alvo preferencial dos adeptos do Córdoba. O regresso está marcado, mas não conseguirão fugir do "apertão" da afición.