Já tinha ficado à vista de todos que a relação de respeito entre Julen Lopetegui e Jorge Jesus não tinha futuro. No entanto, o treinador do FC Porto fez questão de deixar tudo em "pratos limpos" este domingo, depois do triunfo frente ao Gil Vicente (2-0). Num discurso calmo, mas com várias setas apontadas ao líder das águias, o basco acusou JJ de falar de tudo e de o fazer debaixo de um "manto sagrado". O técnico dos dragões assumiu que perdeu o respeito pelo português. Disse ainda que o FC Porto não está na liderança devido aos erros dos árbitros.

Com duas jornadas e os respectivos 6 pontos para serem disputados, o FC Porto venceu e manteve a esperança numa escorregadela do #Benfica na luta pelo título. Quando questionado sobre as declarações de Jorge Jesus, que dissera na véspera que tinha a certeza que os dragões iam vencer o Gil Vicente, Julen Lopetegui não se conteve e disse tudo o que lhe ia na alma sobre o treinador dos encarnados: "Eu quando cheguei tinha respeito por todos os meus colegas, mas perdi o que tinha por Jorge Jesus. O que ele disse não me surpreende porque fala de tudo e de todos. Até chega a dizer como é que o adversário deve jogar. Mas só faz porque está debaixo de um manto sagrado".

Deixando implícito que o Benfica foi beneficiado nos jogos domésticos, Lopetegui prosseguiu as duras acusações: "Viu-se como foi na Liga dos Campeões. Apesar de ter uma equipa fantástica, nem dos grupos passou", afirmou o basco. Colocando toda a "responsabilidade" nos erros de arbitragem, para Lopetegui o FC Porto está em segundo apenas e só porque os azuis e brancos foram prejudicados em mais de três pontos: "Gostem ou não é a verdade. Estamos a três pontos, mas se virmos os jogos em que fomos prejudicados, custaram-nos mais que esses pontos".

Estas acusações de Lopetegui já mereceram uma reacção por parte do director de comunicação do Benfica. João Gabriel publicou na rede social Twiter uma foto de adeptos encarnados de cachecol ao alto, afirmando que o técnico dos dragões já percebeu que não há manto protector que se possa comparar ao dos adeptos. #Futebol #F.C.Porto