"Que se lixe. Vou antes para a praia de Vila do Conde." Foi assim que um adepto do Futebol Clube (FC) de Famalicão respondeu às ameaças de alguns adeptos varzinistas, isto nas redes sociais, claro, porque nas bancadas do estádio o ambiente foi um pouco diferente, havendo até espaço para o convívio entre casais de diferentes cores clubistas, e sem que nada de grave acontecesse. Miguel Fortes, 23 anos, residente em Vermoim, foi ver o grande jogo desta 11ª jornada da Zona de Subida do Campeonato Nacional de Seniores (CNS), e, deixando o cachecol desenrolar-se preso ao cinto das calças, aponta com orgulho para a namorada, Rita Mateus, natural da Póvoa de Varzim e a viver em Famalicão, que não pensou duas vezes antes de trazer ao pescoço um cachecol do Varzim: "Claro que trago o cachecol, somos todos civilizados. Eu percebo que há uma grande rivalidade, e só quero que o meu Varzim ganhe, mas não acho que isso fosse motivo para não poder ver o jogo com quem gosto, mesmo que seja do outro clube." disse Rita, com o namorado a acrescentar: "Também aqui ninguém lhe ia fazer mal, a claque fica do outro lado, aqui é para famílias, se calhar do outro lado pensávamos duas vezes (risos).".

Do outro lado, na chamada bancada "descoberta", não eram só as claques que animavam o ambiente, com várias famílias famalicenses a aguentarem a chuva intensa para acompanhar a equipa da sua cidade, que "de domingo em domingo, enche a alma do povo de Famalicão", ou pelo menos é o que diz Joaquim Meireles, sócio do Famalicão residente em Calendário, que não perde uma oportunidade para gritar pelo seu clube, e também para insultar os rivais: "A malta da Póvoa só presta para banheiros, pensavam que vinham aqui festejar mas levaram banho de chuva e de bola.".

Entretanto, na zona onde estava a claque varzinista, foram "desviados" alguns artefactos afectos ao clube da Póvoa de Varzim, por alguns membros das claques famalicenses, que mais tarde exibiram a "conquista" nas redes sociais, originando acusações nada agradáveis por parte dos adeptos rubro-negros. "Deviam ter vergonha de mandar esta foto para uma página. Lembrem-se, o mundo dá muitas voltas", dizia um adepto do Varzim revoltado com a situação, enquanto outro ameaça uma recção "calorosa" no verão, quando os famalicenses costumam fazer praia na cidade poveira.

Mas o que dominou as conversas foi mesmo o golo anulado ao Varzim, com os adeptos varzinistas a encher as redes sociais com um vídeo do lance, originalmente colocado por uma estação de rádio famalicense, e que levantou suspeitas para os mais ferrenhos da Póvoa. Os de Famalicão respondem, falando de outros lances, e de outros jogos onde a sua equipa foi prejudicada, mantendo assim a rivalidade bem acesa, depois de tantos anos sem que houvesse realmente motivos para esta rivalidade. #Campeonato Nacional de Séniores