Foi um problema cardíaco que o afastou dos relvados. João Nuno da Silva Cardoso Lucas tinha uma carreira promissora e foi um dos trunfos dos sérvios do Estrela Vermelha, em 2008. Quando vivia o sonho de jogar no estrangeiro, o jovem médio percebeu que nada ia ser como dantes... o seu coração ameaçou parar e os exames médicos revelaram o pior. Um problema cardíaco irreversível e incompatível com a atividade física de alta competição.

O veredicto atirou para longe todos os sonhos do médio, que regressou a Portugal despedaçado. O ponto final na carreira foi emocionante. Amigos e ex-colegas de profissão juntaram-se numa homenagem que fez correr muitas lágrimas, mas também fez nascer novas esperanças. Empenhado em aplicar tudo o que aprendera, Lucas decidiu fazer parte do Sindicato dos Jogadores Profissionais de #Futebol. É certo que essa colaboração começou mais tarde, pois todas as despedidas requerem um período de luto.

A morte prematura de um jovem de 35 anos apanhou toda a gente desprevenida. Os problemas de saúde de Lucas já eram conhecidos, mas o facto de ter seguido à risca tudo o que os médicos lhe pediram fazia prever que o coração aguentasse. Não aguentou. Parou e deixou muitos profissionais e ex-profissionais com lágrimas nos olhos. Cândido Costa, ex-jogador do FC Porto, escreveu bem cedo no Facebook: "É assim que te vou recordar sempre: raçudo, fiel, bom amigo". A mensagem é acompanhada de uma fotografia dos dois a sorrir.

Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, disse à imprensa portuguesa: "Há poucas palavras... Toda a equipa do Sindicato está consternada. Acima de tudo há que endereçar à família sentidas condolências. Perco um amigo e um ser humano fantástico".

Sporting de Pombal, Académica, Anadia, Boavista e Estrela Vermelha, de Belgrado, foram as camisolas vestidas pelo médio enquanto o coração o deixou praticar a sua grande paixão: o futebol. O corpo de Lucas deve ser autopsiado esta terça-feira, depois será entregue à família para que se realizem as cerimónias fúnebres, em Alcobaça. #Famosos