A Juventus venceu o Real Madrid por 2-1 na primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões, obtendo assim uma importante vantagem para o jogo difícil que vai encontrar no Santiago Bernabéu daqui a uma semana. Numa partida muito bem disputada e intensa, a vecchia signora soube "matar" o jogo quando foi preciso, e segurar a vantagem quando foi necessário. Tévez e Morata - antigo avançado do #Real Madrid - marcaram para a Juve, Cristiano Ronaldo fez o golo dos merengues.

Carlo Ancelotti colocou em campo a equipa que já estava prevista, mas, ao contrário do que é habitual, Massimiliano Allegri não optou pelo 3-5-2 defensivo característico da Juve. O técnico italiano entrou em campo sem medo dos merengues com um 4-2-2 móvel, com Vidal a aparecer muitas vezes atrás dos avançados. A única surpresa no onze dos italianos foi Sturaro, que acabou por fazer os 90' a um bom nível, tal como a equipa no geral. A #Juventus entrou mais pressionante, mas logo aos 5', Bonucci vê o amarelo por falta cometida sobre Gareth Bale, num livre que podia ser ao jeito de CR7. Mas em nada se concretizou, e no contra-ataque Álvaro Morata podia ter feito um grande golo de chapéu, não fosse Iker Casillas estar atento. Mas o avançado espanhol viria a mostrar porque é que o Real Madrid não o devia ter vendido.

Depois de uma bela jogada de entendimento entre Marchisio e Tévez, o avançado argentino remata para defesa incompleta de Casillas, ao que Morata só bastou encostar para colocar a Juventus em vantagem. A partir daqui, o Real Madrid mudou de atitude e tentou o golo diversas vezes de meia distância, com excelentes intervenções de Buffon. A Juventus apenas conseguiu criar algumas jogadas de perigo graças a Sérgio Ramos, que hoje a actuar no meio-campo errou passes e perdeu uma quantidade enorme de bolas. Mas a partir dos 20', o suspeito do costume decidiu aparecer. Cristiano Ronaldo fez um remate cruzado perigoso e, logo a seguir aos 26', cabeceou para o golo do empate após cruzamento de Isco. Até ao final da primeira parte, o único lance de registo foi um cabeceamento de James Rodríguez à barra da baliza de Buffon.

Na segunda parte, o Real Madrid entrou tal como a Juventus o tinha feito no primeiro tempo. Sempre com a equipa subida, pressionou bastante e a defesa italiana viu-se aflita por alguns momentos. No entanto, aos 55' Tévez e Morata partem numa transição rápida em direcção à baliza de Casillas, aproveitando uma descompensação da equipa merengue. Carlitos Tévez sofre uma falta de Varane dentro da grande área e o árbitro não tem dúvidas em assinalar uma grande penalidade. O próprio avançado argentino converteu e fixou o resultado final em 2-1. Até ao final repetiu-se o que já se tinha visto na primeira parte, e o que bem poderá ser a 2ª mão no Santiago Bernabéu, com o Real Madrid a pressionar e a Juventus a defender a vantagem.

Equipas iniciais:

Juventus: Buffon; Bonucci, Chiellini, Lichsteiner, Evra; Pirlo, Marchisio, Vidal, Sturaro; Tévez e Morata.

Real Madrid: Casillas; Pepe, Varane, Carvajal, Marcelo; Sérgio Ramos, Toni Kroos, Isco e James Rodríguez; Gareth Bale e Cristiano Ronaldo. #Liga dos Campeões