Num encontro com vários portugueses em campo, o #Real Madrid não conseguiu levar de vencida o Valência. Pepe, Fábio Coentrão e Cristiano Ronaldo do lado do Real Madrid; Nuno Espírito Santo a comandar uma equipa combativa, com André Gomes em campo. Com este empate, o Real Madrid fica a 4 pontos do Barcelona e o Valência mantém-se na luta por um lugar na "Champions".

O conjunto do treinador português Nuno Espírito Santo entrou muito bem no jogo, e, logo aos 20', Paco Alcácer colocava o Valência em vantagem. Seis minutos mais tarde, Javi Fuego "gelou" o Santiago Bernabéu ao fazer o 2-0, depois de uma assistência de Daniel Parejo. O Real Madrid mudou a sua atitude, mas apesar das várias tentativas, apenas conseguiu dois remates enquadrados com a baliza de Diego Alves. O guarda-redes brasileiro do Valência ainda viria a brilhar antes do intervalo, ao defender uma grande penalidade de Cristiano Ronaldo.

O Real Madrid entrou pressionante no segundo tempo e aos 56' Pepe reduziu para 1-2. Aos 84', Isco fez um grande golo com um forte remate à entrada da área. Cristiano Ronaldo ainda tentou um dos seus famosos livres "Tomahawk", mas estava destinado a que hoje o português não conseguisse bater Diego Alves. O jogo foi intenso até ao final, com várias oportunidades mais da parte do Real Madrid do que do Valência, mas o conjunto de Nuno Esprítio Santo aguentou a pressão e saiu do Bernabéu com um empate. A equipa de Carlo Ancelotti fica assim mais longe do topo da classificação, a 4 pontos do Barcelona, e pode ter dito adeus às possibilidades de conquistar a #Liga Espanhola.

Esta semana o Real Madrid tem ainda pela frente os italianos da Juventus, a contar para a 2ª mão da Liga dos Campeões. Os merengues necessitam de marcar golos para anular a vantagem obtida pelos italianos em Turim na 1ª mão.

Equipas iniciais

Real Madrid: Casillas; Pepe, Sérgio Ramos, Arbeloa e Fábio Coentrão; Toni Kroos, James Rodríguez e Isco; Cristiano Ronaldo, Gareth Bale e Javier Hernandez.

Valência: Diego Alves; Mustafi, Barragan, Otamendi e Gayà; Parejo, Javi Fuego e André Gomes; Feghouli, Paco Alcácer e Pablo Piatti.