A temporada 2014/2015 caminha a passos largos para o seu final e, em Alvalade, já se começa a preparar a nova época. Apesar do treinador para o próximo ano ser ainda uma incógnita - os dados apontam, cada vez mais, para o divórcio entre Marco Silva e o #Sporting -, a verdade é que Bruno de Carvalho já começa a delinear prioridades no que ao reforço do plantel diz respeito.

Nesse sentido, o primeiro reforço confirmado para 2015/2016 será... Ewerton. O defesa-central brasileiro, que chegou em janeiro, na reabertura do mercado, emprestado pelo Anzhi, da Rússia, vai assinar em definitivo pelo Sporting, ao que tudo indica por três temporadas.

Depois de sete jogos na Liga, seis deles a titular, bem como dois na Liga 2, pela equipa B, e um na Taça de Portugal - onde, de resto, foi decisivo, ao apontar o golo da vitória ao Nacional (1-0) que confirmou a presença do Sporting na final do Jamor -, Ewerton convenceu os responsáveis do Sporting a avançar para a sua contratação em definitivo.

Recorde-se que o Sporting pagou, logo em janeiro, 300 mil euros pelo empréstimo, tendo ficado o Anzhi com a responsabilidade de pagar os ordenados ao jogador. Agora, tudo indica que os leões desembolsem qualquer coisa como 1,5 milhões de euros para a contratação do central brasileiro de 26 anos.

Ainda assim, o Sporting acabará por fazer lucro no que aos centrais diz respeito, uma vez que Maurício, também ele cedido, em janeiro, à Lazio, vai igualmente assinar em definitivo pela equipa italiana em junho. E, nessa altura, a formação de Roma pagará ao Sporting 2,650 milhões de euros pelo passe do defesa-central, sendo que os leões ficarão ainda com 20 por cento da mais-valia futura, no caso de transferência de Maurício da Lazio para outro clube.

O desejo do Sporting, contudo, passa pela contratação de pelo menos mais um defesa-central para a próxima época. No topo da lista de prioridades encontra-se Bruno Alves, defesa-central internacional português, atualmente ao serviço do Fenerbahçe, da Turquia. Mas, no caso do jogador de 33 anos, os números oferecidos pelos leões estão ainda muito abaixo das exigências do internacional.

Para o ataque, tal como o 'Blasting News' noticiou em primeira mão no passado dia 1 de maio, o nome que reúne consenso entre a estrutura leonina é o de John Guidetti, avançado sueco contratualmente ligado ao Manchester City, mas cedido esta época ao Celtic, da Escócia. Com Slimani na porta de saída, o sueco de 23 anos é visto como a melhor alternativa. E o mercado pode ditar mais novidades, uma vez que Montero, que recuperou a veia goleadora, continua a ter vários clubes interessados, entre eles a... Lazio, de Maurício. #Futebol