Hassan vai representar o Benfica na próxima temporada, depois de chegar a acordo para representar os encarnados durante cinco temporadas. O Sporting surgiu como candidato a garantir o Faraó do Rio Ave, mas o clube da Luz acabou por fechar o negócio, contando com a intervenção do inevitável Jorge Mendes. O #Benfica ganha, assim, um jogador com facilidade de remate e forte margem de progressão, uma vez que tem apenas 22 anos. O jogador surge assim como alternativa a Jonas e Lima, dupla de avançados intocável na estratégia de Jorge Jesus.

Contudo, Hassan até pode ter mais possibilidades de surgir ao lado do ex-jogador do Valência, caso o antigo futebolista do Sporting de Braga seja vendido. Jonathan Rodriguez, que tem jogado no Benfica B, é mais uma alternativa para o sector ofensivo na próxima temporada. Hassan já festejou, nesta temporada, 15 remates certeiros, o que é a melhor marca desde que se estreou nos seniores do Rio Ave. Na primeira época, ou seja em 2012/2013, marcou nove golos e, em 2014/2015, apontou apenas seis tentos. O jovem ponta-de-lança é internacional pela selecção do Egipto, com 2 golos marcados, em cinco jogos efectuados.

Hassan: nome histórico

Hassan é nome com história no Benfica. Em 95/96 e 96/97, o avançado Hassan Nader, de origem marroquina, representou os encarnados, embora sem o sucesso que se perspectivava depois de ter brilhado no Farense. No final daquelas temporadas, voltou ao clube algarvio, antes de rumar ao Maiorca, em Espanha, e ao WAC, no seu país natal.

Ederson e Diego no horizonte

Ederson e Diego Lopes são outros jogadores de Rio Ave com possibilidade de reforçar os encarnados e, tal como Hassan, podem evoluir para patamares de nível superior, porque têm apenas 21 e 20 anos respectivamente. Curiosamente, ambos são brasileiros, concluíram a formação nas camadas jovens dos encarnados e também estão ligados ao empresário Jorge Mendes. O primeiro destes dois futebolistas é guarda-redes e é primo de Artur Moraes, habitual suplente de Júlio César que tem a saída da Luz como cenário provável, enquanto Diego Lopes actua como médio de características ofensivas.

Nesta temporada, Ederson soma 24 partidas efectuadas no conjunto de Vila do Conde, e Diego Lopes totaliza 45 jogos, com oito golos remates certeiros.