As autoridades detiveram 19 pessoas na sequência dos desacatos na festa do título do #Benfica. De acordo com a Polícia de Segurança Pública (PSP), só em Guimarães foram efectuadas seis detenções. Depois, nas celebrações no Marquês de Pombal (Lisboa), as autoridades tiveram que deter mais 13 indivíduos. Entre as acusações estão desobediência, ameaça ou posse de artigos pirotécnicos. De realçar que o agente que agrediu, sem motivo aparente, um homem acompanhado do filho menor, vai ser alvo de processo disciplinar.

Destruição e desacatos em Guimarães

Os festejos dos encarnados não decorreram da melhor forma. Depois do apito final no Vitória de Guimarães 0-0 Benfica, as celebrações do 34º título começaram, mas ainda no estádio dos minhotos os adeptos deixaram um rasto de destruição. O prejuízo, que o Benfica se terá disponibilizado a pagar, deverá rondar os 100 mil euros. Também nas imediações do recinto do jogo, os agentes da polícia agrediram um homem, sem motivo aparente. O Ministério da Administração Interna irá investigar o caso e a PSP vai abrir um procedimento disciplinar contra o agente agressor.

As detenções em Guimarães foram motivadas por "desobediência, injúrias, ameaça com réplica de arma de fogo e posse de artigos pirotécnicos", informou a PSP em comunicado. No total, seis pessoas foram detidas na cidade-berço. #Primeira Liga Portuguesa

Caos em Lisboa

No Marquês de Pombal, e já com a equipa nas celebrações, depois de uma noite relativamente tranquila, alguns indivíduos arremessaram objectos contra os elementos policiais. Em comunicado, a PSP anunciou que desta situação resultaram ferimentos em 16 agentes e foram detidas 13 pessoas "por posse de material pirotécnico e por agressões" aos elementos daquela polícia. Na cidade lisboeta, a ordem só foi restabelecida perto das 04h00.

Festejos no Porto

No Porto também houve detenções durante os festejos do título do Benfica, mas por motivos diferentes. A PSP não teve que accionar meios de maior na cidade Invicta, embora tenha registado alguns incidentes. Deteve sete pessoas por posse de droga, artigos pirotécnicos e arma proibida.

Bicampeão 31 anos depois

Recorde-se que, depois dos empates do Benfica em Guimarães (0-0) e do FC Porto contra o Belenenses (1-1), as águias puderam festejar o seu 34º título. Foi o primeiro bicampeonato encarnado em 31 anos, e o primeiro conquistado por um técnico português no Benfica (Jorge Jesus).