Um elenco de menor quantidade de opções como o do Botafogo e a alta competitividade de um elenco como o do Cruzeiro podem criar uma oportunidade de transferência para o atacantes Riascos e Neílton. Tendo chegado no início do ano a Toca da Raposa, o colombiano de 28 anos, que foi contratado junto a Morelia-MEX, ficou famoso principalmente por suas atuações no Tijuana-MEX entre 2011 e 2013, onde fez grandes partidas no título mexicano da equipa e na Taça Libertadores da América. Depois disso, Riascos ainda jogou no Pachuca-MEX antes de ir ao Morelia.

No caso de Neílton, a ida do jogador de apenas 21 anos ao clube mineiro foi mais uma oportunidade, do que uma transferência tranquila entre o Cruzeiro e o Santos, seu clube formador. Tendo despontado com o destaque de principal nome santista no título da Copa São Paulo de #Futebol Junior em 2013, o jogador, comparado constantemente com Neymar em função de seu estilo de jogo e aparência parecida, acabou envolvido numa longa negociação no ano passado para renovar o seu contrato com o Peixe. Como não houve acordo entre as partes, o jogador decidiu aceitar a proposta da Raposa e foi recebido com muita festa em Minas Gerais.

Porém, nos dois casos, os jogadores não nutrem da confiança do técnico Marcelo Oliveira, que prefere escalar as outras opções para o setor ofensivo que dispõe no elenco, que são Leandro Damião, Joel, Henrique Dourado e Willian. Com essa situação e a necessidade do Botafogo em preencher a lacuna deixada pela suspensão da FIFA imposta a Jobson, a tendência é que o acerto por empréstimo possa surgir ainda esta semana, algo que seria de grande interesse para o clube carioca.

A suspensão de quatro anos imposta ao camisa 7 de General Severiano devido a um exame antidoping não realizado quando ele atuava no futebol árabe, deixou o elenco do Glorioso enfraquecido de maneira substancial. Além da titularidade do atleta, o clube alvinegro tem a disputa da Copa do Brasil aliada a da Série B do Brasileirão, onde o clube estreou no último fim de semana com vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu.