Domingo é dia de Taça e em Braga as pessoas já sonham que o #Sporting local possa derrotar o clube homónimo de Lisboa. Enquanto os atletas não entram em campo e tentam reescrever a história do futebol da cidade, há um nome que não esquecem e que por estes dias vale a pena recordar: Miguel Perrichon. É este o nome do avançado argentino que deu ao Sporting de Braga a primeira (e até agora única) Taça de Portugal.  

Decorria o minuto 77 quando um passe de Estevão foi encontrar Perrichon, que bateu Félix Mourinho (esse mesmo, o pai do actual treinador do Chelsea, José Mourinho) e fez o 1-0 para o Sp. Braga. Estava feito o mais difícil. O Sp. Braga quebrava a resistência do Vitória de Setúbal e encaminhava-se para conquistar a Taça. O que aconteceu, a 22 de Maio de 1966.  

49 anos depois, o Estádio do Jamor volta a ser palco do sonho dos minhotos. A milhares de quilómetros de distância, Perrichon, agora com 74 anos, está no México mas o coração ainda bate forte por Braga. Ao Correio do Minho, o "herói da Taça" recorda o momento de uma carreira: "Sinto um grande nó na garganta quando recordo aquele golo da final da Taça".  

Sobre a final contra o Sporting, este avançado argentino deixa o conselho de quem sabe o que é ganhar com a camisola arsenalista vestida: "É preciso jogar com muito coração, tal como nós fizemos naquela final com o Vitória de Setúbal", pediu o avançado.

"Vamos ganhar com golo do Rafa"

Quem não esquece Perrichon e esta final, são os adeptos "arsenalistas". A Blasting News falou com João Lobato Costa, que aceitou fazer esta viagem no tempo connosco. "O Setúbal era favorito e o Braga, tendo já eliminado da Taça o Benfica e o Sporting não tinha, mesmo assim, o favoritismo. A sua vitória foi uma surpresa geral mas foi incontestável e Perrichon o seu herói. De facto era um grande jogador que se posicionava muito bem no campo e se desmarcava com muita facilidade por entre os defesas", recorda este adepto, que descreve detalhadamente o momento que deu a glória à equipa de Braga.  

"Foi uma jogada rápida pelo centro do terreno, em que, salvo erro, foi o Estevão que ganhou a bola e meteu-a na entrada da área e o Perrichon, quase de primeira, rematou, bem colocado, e fora do alcance do guarda-redes que, sem hipóteses, se limitou a olhar para a bola a entrar com êxito na sua baliza", conta João Lobato Costa sobre o minuto 77 desta final da Taça.  

49 anos depois, serão outros os "Guerreiros" que vão procurar repetir a façanha de Perrichon e companhia. "Eu acho que vamos ganhar por 1-0 e aposto no Rafa para marcar o golo da vitória, diz, confiante, João Lobato Costa.  

O encontro é já no próximo Domingo pelas 17h15 e terá o Jamor como palco. Acreditam que o Braga vai derrotar o Sporting e conquistar a Taça de Portugal? Deixem as vossas opiniões na caixa de comentários em baixo: