Ficámos ontem, dia 27 de Maio, a conhecer mais uma lista de convocados para a Copa América 2015 que se irá realizar durante o próximo mês de Junho no Chile. Desta feita, foi a Argentina, através do seu selecionador Martino, a enumerar os 23 eleitos para a competição de maior relevo entre seleções no presente ano.

Destaque para Nico Gaitán, que apesar de uma ótima época ao serviço do Sport Lisboa e #Benfica, ficou de fora dos eleitos, apesar de ter figurado nos trinta pré-convocados (foi o único jogador pré-convocado a atuar no campeonato português). Este fato poderá resultar em novidades em relação a uma futura transferência, já que o valor de mercado do jogador não será o mesmo, caso tivesse no lote final para a Copa-América. Além disso, e de certa forma, poderá condicionar também uma eventual transferência para Manchester United ou Chelsea, uma vez que para Inglaterra é exigido um visto de trabalho, normalmente condicionado pelo número de internacionalizações, quando se trata de jogadores extracomunitários (caso se verifique a venda do jogador para a Premier League, terá de ser feito um pedido excecional devido ao valor extra em termos de qualidade que o jogador acrescentaria à primeira liga inglesa) .

Também Enzo Pérez (ex-Benfica) transferido para o Valência no passado mercado de Inverno, foi uma das surpresas ao ficar de fora da lista de Tata Martino, depois de ter feito uma ótima campanha no Mundial 2014, mas o decréscimo de forma no campeonato espanhol ditou este afastamento.

Garay (ex-Benfica), Marcos Rojo (ex-Sporting), Otamendi (ex-FC Porto) e Di Maria (ex-Benfica), todos com uma passagem por Portugal, estão confirmados na lista final da seleção Argentina, equipa que se afigura como uma das grandes candidatas à conquista da Copa-América, depois de se ter sagrado vice-campeã mundial no Brasil em 2014.

De realçar também o regresso de Carlitos Tévez a uma competição oficial pela seleção argentina, uma vez que o avançado da Juventus já tinha figurado em alguns dos amigáveis realizados pela equipa de Tata Martino, mas desde 2011 (última Copa-América) que o jogador não entrava nas contas da sua seleção, regresso muito saudado e pedido pelos aficionados argentinos.

Por fim, os jogadores que foram excluídos da pré-convocatória para a lista final são os seguintes, Agustín Marchesín (guarda-redes do Club Santos Laguna); Federico Fernández (defesa do Swansea); Lucas Orban (defesa do Valência); Federico Mancuello (médio do Independiente); Enzo Pérez (médio do Valência); Nico Gaitán (avançado do Benfica); e Maximiliano Rodriguez (avançado do Newell's).

Assim, os 23 eleitos de Tata Martino foram:

Guarda-redes: Sergio Romero (Sampdoria); Nahuel Guzmán (Tigres de la Universidad Autónoma de Nuevo León); Mariano Andújar (Nápoles)

Defesas: Zabaleta (M. City); Garay (Zenit); Demichelis (M. City); Marcos Rojo (M. United); Milton Casco (Newell's Old Boys); Facundo Roncaglia (Génova); Otamendi (Valência)

Médios: Lucas Biglia (Lázio); Mascherano (Barcelona); Javier Pastore (PSG); Ever Banega (Sevilha); Roberto Pereyra (Juventus); Fernando Gago (Boca Juniors)

Avançados: Lionel Messi (Barcelona); Gonzalo Higuaín (Nápoles); Sergio Aguero (M. City); Erik Lamela (Tottenham); Carlos Tevez (Juventus); Di Maria (M. United); Lavezzi (PSG). #Selecção #Futebol