O Farense venceu este sábado [2 Maio] o Académico de Viseu por 3-0 e garantiu a manutenção na #Segunda Liga. Num jogo bem disputado, levaram a melhor os algarvios frente aos viseenses que uma vez mais falharam em demasia na hora da finalização. A equipa de Abel Xavier conseguiu "sobreviver" à entrada mais forte dos pupilos de Ricardo Chéu, chegando ao intervalo a vencer por 1-0 num resultado injusto para os Beirões. No segundo tempo, um golo de penálti e outro já com menos uma unidade em campo, carimbaram os três pontos que consequentemente deixam os de Faro a respirar de forma tranquila no segundo escalão do futebol português.

Com um tempo de Verão no Estádio São Luís em Faro, a primeira oportunidade foi para os homens da casa, logo aos 10 minutos quando Edinho rematou forte de fora da área com Ivo Gonçalves a defender a dois tempos em cima da linha de golo. Foi no entanto uma gota no oceano, visto que a partir daí o Académico dominou o jogo a seu belo prazer tendo estado mais perto de marcar. À passagem do minuto 19, os academistas reclamaram grande penalidade num lance em que o árbitro João Malheiro Pinto apenas assinalou pontapé de canto e, na sequência, Sandro Lima esteve muito perto de festejar mas viu o guardião São Bento fazer uma grande defesa, com a bola a ser depois aliviada muito perto da linha de golo.

Como quem não marca sofre, num filme já muitas vezes visto esta temporada, o Farense foi mais eficaz e, ao minuto 22, também na sequência de um canto fez o 1-0. Ivo Gonçalves ainda evitou com uma grande intervenção o golo de cabeça, mas na recarga Harramiz atirou a contar e inaugurou o marcador para os da casa. Em desvantagem até então injusta, os homens de Ricardo Chéu tentaram reagir mas acabaram por chegar ao intervalo atrás no resultado.

A segunda parte teve novamente um sinal mais para os de Viseu que voltaram a "cheirar" o empate à passagem do minuto 59, mas uma vez mais o esférico não entrou na baliza de São Bento. Entrou sim na de Ivo Gonçalves, quando aos 63' Rui Duarte fez de grande penalidade o 2-0, num lance que mereceu bastantes protestos dos academistas. Com uma vantagem mais tranquila, o Farense parecia ter finalmente controlado o jogo, mas apanhou um valente susto quando aos 65' Edinho viu o segundo amarelo e consequente vermelho. No entanto quando se pensou que o jogo estava novamente relançado, Neca encheu-se de coragem e no minuto seguinte arrumou com a partida com um remate seco de fora da área, estava feito o 3-0 final.

Em vantagem numérica mas atrás no marcador, o Académico nunca deixou de correr atrás do resultado, mas uma vez mais a eficácia foi o calcanhar de Aquiles dos viseenses que voltaram a não conseguir somar sequer um ponto fora do Fontelo. São já 3 meses e 8 jogos sem vitórias nem empates fora de casa, sendo preciso recuar a 1 de Fevereiro para encontrar o último triunfo viseense em terreno forasteiro, na altura no triunfo em Freamunde por 1-3. Quanto ao Farense, construiu uma vitória por números exagerados mas que carimba a tranquilidade para os homens de Abel Xavier na Segunda Liga Portuguesa.