O #Sporting B não foi além do nulo na visita ao reduto do #Benfica B, no derby dos conjuntos secundários dos grandes de Lisboa. Numa partida muito intensa, e em que as oportunidades se foram sucedendo em períodos de domínio alternado entre as duas equipas, foi o Benfica a estar mais vezes perto do golo. Os leões contaram com uma exibição inspirada de Luís Ribeiro, mas também dispuseram de ocasiões para sair do Seixal com a vitória. A duas jornadas do fim da prova, o Sporting B cai, à condição, para a 5º posição. Já o Benfica B segue a 3 pontos de distância, no 6.º posto da #Segunda Liga Portuguesa.

Foram os leões a dispor da primeira grande chance da partida, com um cabeceamento do egípcio Rabia (que jogou mais uma vez como pivô defensivo do meio-campo) a acertar na trave da equipa das águias, numa altura em que o cronómetro apontava aos 6 minutos. O Benfica B respondeu à passagem dos 10 minutos, com Luís Ribeiro a negar uma dupla ocasião aos encarnados, opondo-se com sucesso a remates de Victor Andrade e Jonathan Rodriguez. O Sporting tentava aproveitar as rápidas transições ofensivas para explorar as costas da defesa encarnada, que, no entanto, se mostrava segura nos seus processos, pelo que apenas nos cantos batidos por Matheus foi conseguindo incomodar Bruno Varela.

Depois de uma fase do jogo mais disputada a meio-campo, o Benfica assumiu o jogo e foi ameaçando com diversos remates, no entanto, desenquadrados com a baliza dos leões. Antes do intervalo, Gonçalo Guedes testou Luís Ribeiro por duas vezes, mas o guardião brilhou e anulou ambas as tentativas, segurando o nulo com que as equipas foram para o balneário.

À entrada para os segundos 45 minutos, a iniciativa do jogo voltou a pertencer ao Benfica, mas do outro lado continuava um enorme Luís Ribeiro, que logo depois da pausa voltou a vencer um duplo duelo com Gonçalo Guedes. Neste período, as oportunidades foram-se multiplicando para os encarnados, mas, nas vezes em que a bola acertava na baliza, lá estava o guardião dos leões a dar seguimento à sua tarde inspirada.

João de Deus tentou mudar o rumo da partida, com as entradas de Daniel Podence e Ousmane Dramé, e as alterações surtiram efeito. O francês começou bem e, aos 60 minutos, teve um bom trabalho sobre os adversários, mas acabou por rematar fraco. Pouco depois, aproveitou uma perda de bola dos encarnados para, no contra-ataque, servir Gelson Martins, que obrigou Bruno Varela a uma excelente defesa.

No último quarto de hora, ocasiões para os dois lados: primeiro foi Nuno Reis a cortar sobre a linha de golo um remate do recém-entrado Renato Sanches, com Jonathan a atirar por cima na recarga; na resposta, Gelson Martins quase marcou num remate em jeito. Os golos acabaram mesmo por não aparecer, num resultado que acaba por não satisfazer nenhuma das equipas.

Ficha de Jogo:

44ª Jornada da Segunda Liga Portuguesa

Caixa Futebol Campus, Seixal

SL Benfica B 0 - 0 Sporting CP B

SL Benfica B: Bruno Varela, Nélson Semedo, Lindelöf, César, Loris Benito, Dawidowicz, João Teixeira (C) (João Carvalho), V. Andrade (Renato Sanches), Nuno Santos (Diogo Gonçalves), G. Guedes e Jonathan Rodriguez

Treinador: Hélder Cristóvão

Sporting CP B: Luís Ribeiro, Riquicho, Sambinha, Nuno Reis (C), Mica Pinto, Rabia (Domingos Duarte), Wallyson, F. Geraldes (Dramé), Matheus Pereira (Podence), Gelson Martins e Diego Rubio

Treinador: João de Deus

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria)

Disciplina: Cartão amarelo para César (2), Nuno Reis (4), Benito (21), F. Geraldes (40), V. Andrade (41), Lindelöf (60), Jonathan (62), Nuno Santos (65), Rabia (67), Podence (70), Wallyson (74), G. Guedes (80), Sambinha (87) e Riquicho (90+2)