Depois de, em Janeiro, Bruno de Carvalho ter quase demitido Marco Silva por más relações, o mesmo problema voltou, desta feita devido às falhas de comunicação entre ambos. O presidente do #Sporting não gostou que Marco Silva o tivesse criticado publicamente por não lhe ter ligado a desmentir vários rumores e fez questão de o demonstrar, não o cumprimentado no final do último jogo.

As relações entre o presidente e o treinador da equipa de seniores voltaram a azedar e o rompimento é uma realidade quase evidente. Caso o Sporting não vença no próximo domingo o Sporting de Braga, a contar para a final da Taça de Portugal, Bruno de Carvalho convidará Marco Silva a sair. De facto, o presidente leonino apenas aguarda um deslize do treinador para conseguir justificar aos adeptos a sua demissão. A forte personalidade que ambos têm não lhes permite chegar a um consenso. Além disso, quando Marco Silva não gosta de uma coisa não tem medo de o dizer publicamente, algo que enfurece o presidente leonino.

Tal como reportou o jornal desportivo "Record", Bruno de Carvalho e Marco Silva recusaram cumprimentar-se, algo que não acontecia desde Janeiro deste ano. O incidente não passou em claro para a imprensa portuguesa e a mesma publicação garante que a tensão entre presidente e treinador está nos limites. Tudo terá começado quando Bruno de Carvalho criticou o treinador por este não o ter informado que deveria desmentir os rumores que afirmavam que teria havido uma reunião entre Marco Silva e Pinto da Costa para discutir o seu futuro.

O técnico não esboçou qualquer resposta ao reparo do seu presidente, contudo, passado apenas umas semanas, saíram rumores que indicavam que Bruno de Carvalho estaria a falar com outros treinadores e Marco Silva aproveitou para também perguntar publicamente ao seu presidente porque não falou com ele para desmentir as notícias.

Como Bruno de Carvalho não consegue aceitar estas respostas por parte do treinador, este já terá decidido que relação entre ambos é completamente inviável e ruptura poderá estar iminente. O presidente já veio publicamente admitir que vai falar, no final da época, com Marco Silva para discutir o seu futuro, porém, se o Sporting não conquistar a Taça de Portugal, essa conversa poderá nem ser necessária. #Futebol