Cristian Tello foi um dos nomes sonantes no mercado de verão de 2014 do FC Porto, mas demorou imenso tempo a conquistar o agrado dos adeptos portistas. O espanhol não arrancou bem, parecia não se sentir confortável fora do seu "lar" e não dava sinais de que seria um dos elementos mais influentes dos azuis e brancos e que chegaria ao final da época conquistado pela camisola que representa.

Atualmente, ainda contratualmente ligado ao FC Barcelona, Cristian Tello está num empréstimo de dois anos com o FC Porto, mas já fez saber ao clube da cidade de Barcelona que quer ficar em Portugal. Além disso, o próprio clube português está já a preparar-se para ativar a cláusula de compra do passe do extremo, no valor de 8 milhões de euros.

Num empréstimo que custou ao FC Porto dois milhões de euros, Cristian Tello revela-se neste momento completamente apaixonado pela cidade e pelo que o clube lhe ofereceu, principalmente muitos mais minutos de jogo e destaque a nível europeu. O jogador, formado nas escolas do Barcelona, era mesmo o atleta com mais assistências para golo no plantel até à rotura muscular que sofreu num treino e o colocou fora da fase decisiva da época. Esta lesão afastou-o de toda a eliminatória perante o Bayern de Munique e do "jogo do título", no Estádio da Luz, perante o Benfica, que terminou empatado sem golos.

O agente do espanhol de 23 anos é a principal voz desse desejo. José Maria Ortobig referiu em declarações à TSF que "o Tello despertou o interesse de muitas equipas, mas está no FC Porto. Está nas mãos do FC Porto. Ele acertou um empréstimo de dois anos e está muito feliz". O agente perspetiva ainda o futuro, afirmando que "o próximo ano será o seu grande ano. Será o ano do Tello no FC Porto".

A Blasting News já conseguiu apurar que os dragões já têm acordo com o agente e jogador sobre a folha salarial, faltando apenas encetar as negociações com os catalães pela compra total do passe. Contudo, é pouco provável que o Barcelona seja muito flexível nos 8 milhões fixados aquando do acordo do empréstimo, podendo variar apenas na divisão temporal das tranches de pagamento. #Futebol #F.C.Porto