Duas jornadas para o término do campeonato e, na #Segunda Liga, matematicamente, ainda seis equipas podem almejar uma potencial promoção ao principal escalão do futebol português.O primeiro candidato é o CD Tondela, com o Desportivo de Chaves a 3 pontos e, 2 pontos abaixo, o Sp. Covilhã e o União da Madeira. Dois outros candidatos "correm" um pouco por fora: CD Feirense e a "surpresa" SC Freamunde. Os quatro principais candidatos possuem, em comum, o facto de fugirem ao padrão habitual do "Litoral" dos últimos anos, quanto aos clubes da I Liga. 

O Feirense cumpriu as dez primeiras jornadas de forma medíocre, conquistando apenas sete pontos em trinta possíveis, enquanto os "capões" tiveram um início de época fulgurante, contrariando as expetativas, sendo líderes da prova. Hoje, os feirenses, após uma excepcional recuperação, perfilam-se à frente da equipa do Freamunde. Contudo, para estes dois clubes, deve ser tarde de mais e apenas com uma conjugação improvável de resultados permitiria um desfecho diferente do previsto, a manutenção.

Mas, falemos dos "verdadeiros" candidatos à subida. O CD Tondela, que teve o passarinho na mão, corre o risco de deixá-lo fugir e perder a oportunidade de alcançar o principal escalão, facto que seria histórico no clube, pois seria a primeira vez que os tondelenses alinhariam na prova. Isto porque a equipa beirã defronta nas duas últimas jornadas o principal rival nesta luta, o GD Chaves, que ocupa o segundo posto, e o SC Freamunde. Perspetiva-se um dramático e estrondoso confronto entre os dois primeiros. Os flavienses, por outro lado, além do CD Tondela, receberão na última jornada a UD Oliveirense, equipa que tem caído abrutamente na classificação, depois de terem sido considerados candidatos em certa fase da temporada, devido aos bons resultados.

Os restantes dois, CF União da Madeira e SC Covilhã, têm de esperar pelo desfecho do encontro entre tondelenses e flavienses para auspiciarem as suas pretensões. Os madeirenses recebem o CD Santa Clara, viajando na última jornada até à capital, para defrontarem o Clube Oriental de Lisboa. Já os serranos jogam dentro de portas, onde são a equipa mais forte do campeonato, com os algarvios do SC Farense, terminando a prova no Estádio de S. Miguel (em Ponta Delgada), frente ao clube local.

Pela regularidade apresentada e pelos últimos resultados atingidos, GD Chaves e SC Covilhã perfilam-se como os principais candidatos à subida de divisão, isto porque o CD Tondela, embora líder com 79 pontos, tem perdido várias oportunidades para consumar a promoção e este pode ser um fator determinante na moralidade e no nervosismo dos homens de Quim Machado. Quanto ao SC Covilhã, o golo marcado no terreno dos madeirenses pode ser um fator crucial no desfecho da prova. Ambos têm jogos acessíveis, contra clubes que alcançaram a estabilidade e a manutenção bem antes do anoitecer.

Seria interessante voltar a ter duas equipas do mais recôndito interior de Portugal na Primeira Liga, depois da descida de divisão do SC Campomaiorense. Por outro lado, não seria menos interessante ver mais um clube estrear-se no principal campeonato de Portugal ou podermos assistir a mais dois dérbis entre clubes madeirenses. A ver vamos… #Curiosidades