A ausência de #Cristiano Ronaldo no encontro amigável desta terça-feira, dia 16, contra a Itália pode sair cara à Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Segundo o jornal desportivo italiano La Gazzetta Dello Sport, Portugal vai ser punido pela partida antecipada para férias do jogador do Real Madrid. De acordo com o periódico transalpino, o contrato celebrado entre a FPF e os organizadores do jogo previa a presença do melhor jogador do mundo de 2014 em Genebra. Como os termos do acordo não foram respeitados, o organismo liderado por Fernando Gomes será multado em 400 mil francos suíços, cerca de 380 mil euros.

A dispensa de CR7 para este jogo amigável deixou também indignados os emigrantes portugueses na Suíça, que viram defraudadas as expectativas de verem de perto o maior ídolo do futebol nacional da actualidade. Os que já tinham comprado bilhetes sentiram-se defraudados e enganados, uma vez que a imagem do craque madeirense estava espalhada pela cidade, nos cartazes que anunciavam o jogo onde, afinal, nem sequer estaria.

Os que ainda não tinham adquirido ingresso, optaram por não o fazer. Uma sondagem publicada terça-feira pelo jornal suíço Le Matin revelava que 77 por cento dos inquiridos não iriam comprar bilhetes para o jogo depois de saberem que o avançado merengue não iria alinhar na partida. O título do artigo dizia muito sobre o sentimento que se vivia na Suíça: "Malabaristas". Convém frisar que o preço das entradas rondava os 50 euros.

Os que optaram por não assistir ao vivo ao jogo perderam, contudo, uma oportunidade histórica para ver Portugal "matar um borrego com quase 40 anos". Desde 1976 que a equipa das quinas não batia os transalpinos. Em Genebra, um golo de Éder, o primeiro ao serviço da equipa de todos nós, fui suficiente para quebrar o enguiço.

Além disso, Portugal realizou um bom jogo, com exibições muito positivas de jogadores menos utilizados habitualmente, como José Fonte, Eliseu ou Danilo, além do titularíssimo João Moutinho. Quaresma fez, ao seu estilo, a assistência para o único golo do encontro, após excelente jogada de Eliseu.

Alheio a tudo isto, Cristiano Ronaldo goza já as suas férias com a família em Miami. "Ele adora Miami, até já disse que se imagina a viver lá quando terminar a carreira", disse uma fonte próxima do avançado ao Correio da Manhã.

Depois de um primeiro período de descanso passado com amigos em Saint-Tropez, o jogador optou agora por dedicar-se inteiramente à família. "Durante a relação com a Irina, muitas vezes preferiu ter férias românticas, até porque ela nunca se deu bem com a mãe e as irmãs dele, o que era complicado. Agora é como se lhe tivesse saído um peso de cima", conclui a mesma fonte. #Selecção