A partir de amanhã começam a jogar-se os jogos dos oitavos de final do Campeonato do Mundo de #Futebol Feminino no Canadá. Depois de uma fase de grupos com muitas surpresas e confirmações, o troféu está agora ao alcance das 16 selecções apuradas: Alemanha, Austrália, Brasil, Camarões, Canadá, China, Colômbia, Coreia do Sul, EUA, França, Holanda, Inglaterra, Japão, Noruega, Suécia e Suíça. Depois de uma fase de grupos intensa, esperam-se jogos de qualidade e bastante disputados.

Até ao momento já foram marcados 107 golos, com destaque para as vitórias dilatadas da Alemanha frente à Costa do Marfim (10-0) e da Suíça frente ao Equador (10-1), que também sofreu uma derrota pesada frente aos Camarões (6-0). Nos restantes jogos manteve-se um maior equilíbrio entre as equipas e é notório o ascendente que algumas selecções vêm a apresentar na sua qualidade de jogo, nomeadamente a Costa Rica e a Espanha, que, apesar de eliminadas na fase de grupos, deixaram boas indicações.

As favoritas

Quanto às favoritas, destaque para o Japão, equipa campeã mundial em título, e Brasil, equipa campeã da Copa América do ano passado, que conseguiram cem por cento de vitórias na fase de grupos. A selecção dos EUA, vencedora deste ano da Algarve Cup, apesar de um empate a zero com a Suécia na segunda jornada do grupo D, conseguiu sem dificuldade passar à fase seguinte contando com a inspiração de Rapinoe e Wambach, que continuam a ser peças-chave na equipa.

Sem grandes surpresas, a Alemanha cilindrou as duas equipas mais acessíveis do grupo (Tailândia e Costa do Marfim) apenas concedendo um empate frente à Noruega e acabando esta primeira fase com 15 golos marcados. O momento mais inesperado da fase de grupos desta edição pertenceu à França, uma das grandes potências de futebol feminino mundial. Depois de uma vitória convincente sobre a Inglaterra, a selecção francesa tropeçou frente à Colômbia (derrota por 2-0), mas soube dar a volta, acabando por arrasar o México na última jornada com uma vitória por 5-0. Ainda assim, ficou o aviso de que não há equipas fracas nesta fase e de que podem acontecer surpresas.

Uma dessas surpresas foi a passagem à fase seguinte da selecção Camaronesa, que carimba passagem aos oitavos de final na sua primeira participação nesta fase da prova, fazendo-o de forma clara, com duas vitórias e apenas uma derrota com as japonesas, actuais detentoras do título.

Estatísticas

Anja Mittag (Alemanha), com quatro golos marcados (e duas assistências), é a melhor marcadora do torneio até ao momento, seguida de seis jogadoras com três golos cada, sendo que luta pela bota de ouro se adivinha bastante disputada.

Fabienne Humm foi protagonista do hat-trick mais rápido em fases finais, com três golos marcados em cinco minutos na vitória da Suíça frente ao Equador.

Marta (Brasil), vencedora de cinco troféus de melhor jogadora do mundo, apenas marcou um golo até ao momento, mas detém o recorde absoluto de golos marcados em fases finais - quinze -, seguida de Wambach, com catorze.

Ainda destaque para Formiga (Brasil) e Homare Sawa (Japão), recordistas de participações em fases finais de Mundiais (seis) e para Amelia Valverde (Costa Rica) e Vanessa Arauz (Equador), as treinadoras mais jovens do torneio, com 28 e 26 anos, respectivamente.

Jogos dos Oitavos de Final

(hora de Portugal)

Sábado, 20 Junho

Alemanha - Suécia, 21h00

Domingo, 21 Junho

China - Camarões, 00h30

Brasil - Austrália, 18h00

França - Coreia do Sul, 21h00

Segunda-feira, 22 Junho

Canadá - Suíça, 00h30

Noruega - Inglaterra, 22h00

Estados Unidos - Colômbia, 01h00

Japão - Holanda, 03h00