Começaram na passada sexta-feira os jogos dos oitavos de final do Campeonato do Mundo de #Futebol Feminino 2015 a disputar-se no Canadá. Depois de uma fase de grupos sem muitas surpresas, assistimos à queda da selecção brasileira, uma das favoritas a vencer o torneio, às mãos das Matildas, e à confirmação das equipas alemã e francesa, que se mostraram demolidoras nos seus respectivos jogos. As anfitriãs confirmaram ontem a sua presença na próxima fase, estando à espera de conhecer as próximas adversárias, assim como a Austrália e a China. Passamos a apresentar os resultados até ao momento.

Alemanha 4 - 1 Suécia

Uma das partidas mais esperadas destes oitavos de final, devido à história e qualidade das duas equipas, acabou por se traduzir numa vitória esmagadora das alemãs sobre as suecas. Num jogo intenso desde o primeiro minuto, as alemãs mostraram que estavam ali para ganhar e aos 24 minutos de jogo Mittag pôs a equipa germânica em vantagem após assistência de Šašić. As suecas perceberam que tinham que dar muito mais para travar a selecção alemã, mas aos 36 minutos viram a árbitra da partida assinalar o castigo máximo, que Šašić não desperdiçou para aumentar a vantagem. Na segunda parte, Mittag retribuiu o favor a Šašić e fez uma assistência para o bis da jogadora do FFC Frankfurt, que deitou por terra as aspirações das adversárias. Aos 82 minutos, Sembrant ainda fez o golo de honra pela Suécia, mas seis minutos depois Marozsán estabeleceu o resultado final em 4-1.

China 1 - 0 Camarões

Um jogo em que a equipa africana caiu de pé e em que teves chances para sair do Commonwealth Stadium com outro resultado, mas no final valeu o golo de Wang aos doze minutos de jogo. A China segue assim em frente na competição.

Brasil 0 - 1 Austrália

A grande surpresa até ao momento, mas apenas para quem não assistiu ao jogo. Uma selecção brasileira desinspirada, sem nunca conseguir sobrepor-se a uma congénere que é teoricamente mais fraca, viu Kyah Simon marcar o golo da vitória aos oitenta minutos, após defesa incompleta de Luciana a um remate de pé esquerdo de De Vanna. Num jogo disputado a ritmo baixo, com as australianas sempre a lutarem mais pela vitória, sentiu-se a falta de jogadoras como Marta e Cristiane que foram uma sombra de si mesmas ao longo deste torneio. Destaque para Formiga, jogadora de 37 anos brasileira, que foi enorme num jogo em que a equipa não a acompanhou, e só não marcou pois teve pela frente o poste e uma Lydia Williams ao mais alto nível. A Austrália passa assim à fase seguinte ao ultrapassar as brasileiras, candidatas ao título, que apenas se podem queixar de si mesmas por não chegarem mais longe na prova.

França 3 - 0 Coreia do Sul

Este foi o jogo de confirmação para as francesas, que aos oito minutos já venciam a equipa asiática por 2-0. Marcaram Delie (bisou) e Thomis, que fez um grande golo após uma bela assistência de Le Sommer. As sul-coreanas fizeram apenas um remate com perigo à baliza adversária, mas saem do torneio com o sentido de dever cumprido, numa noite em que deram o máximo contra uma selecção francesa que, apesar da derrota frente à Colômbia na fase de grupos, é, a par da Alemanha, a equipa mais forte do torneio.

Canadá 1 - 0 Suíça

Um jogo bem disputado, num estádio cheio, que resultou numa vitória justa da equipa da casa com um golo solitário de Bélanger, no início da segunda parte, e que alimenta o sonho das canadianas de ganharem o troféu em casa, frente ao seu público.

Para a história

A Austrália ganha o seu primeiro jogo a eliminar num Campeonato do Mundo (masculino ou feminino) e Kyah Simon torna-se a melhor marcadora das Matildas em fases finais, com três golos.

Uma final antecipada entre Alemanha e França é o jogo grande dos quartos de final que vai ver uma das favoritas ficar pelo caminho e deixar as vencedoras desta partida ainda mais perto do título de campeãs mundiais.

Jogos dos oitavos de final ainda a disputar:

Noruega - Inglaterra, Hoje às 22h00

EUA - Colômbia, Amanhã à 01h00

Japão - Holanda, Quarta-feira às 03h00