Cristiano Ronaldo já não merece a confiança dos adeptos. Numa sondagem do jornal espanhol As, os fãs do #Real Madrid mostram-se divididos e 49% destes quer mesmo que o Real Madrid venda o melhor jogador do mundo. Numa altura em que Ronaldo também não está contente no clube da capital espanhola, a saída do Real é uma forte possibilidade. Jorge Mendes já está à procura de novas possibilidades.

Para cerca de metade dos adeptos do Real Madrid, #Cristiano Ronaldo é dispensável, apesar de ser, unanimemente, o melhor jogador da equipa. A sondagem foi realizada pelo jornal desportivo As e demonstra um sério desrespeito pelo jogador português que, pelos seus números e conquistas, já é considerado um dos melhores jogadores de sempre da história do clube. Os resultados da sondagem ainda mostram que quase vinte por cento dos fãs inquiridos não se importava de perder dinheiro com Ronaldo, ou seja, que o craque fosse vendido abaixo dos 96 milhões de euros investidos pelo Real Madrid na sua contratação em 2009.

Na verdade, Ronaldo nunca sentiu ser verdadeiramente amado e apoiado pelos adeptos espanhóis, mesmo quando foi decisivo para importantes conquistas do clube, como por exemplo a décima Liga dos Campeões do Real Madrid. Nos últimos dois anos, Cristiano Ronaldo conquistou a Bola de Ouro, mas para metade dos adeptos do Real Madrid, ele é somente um jogador banal e que não merece grande respeito pelos seus feitos ao serviço do clube. O português, para além da falta de apoio dos adeptos do Real, está descontente com a gestão desportiva de Florentino Pérez e já comunicou à direcção que está à procura de um novo clube. Uma instituição que lhe dê o valor que ele merece.

Se as relações entre Ronaldo e Real Madrid não estão boas, o facto de Lionel Messi coabitar na mesma Liga e competições nacionais que o português é também, para este, uma grande ameaça ao legado que o madeirense quer deixar quando se reformar. Para Cristiano Ronaldo, o importante agora é marcar o maior número de golos possíveis e conquistar grandes troféus internacionais, com o objectivo de cimentar o seu lugar na lista restrita de melhores jogadores de todos os tempos. Messi foi sempre uma pedra no sapato para chegar a esse objectivo e o campeonato inglês pode ser a melhor escapatória.