O avançado brasileiro do #Benfica foi distinguido no site oficial da UEFA como o futebolista do ano na Liga Portuguesa. Num texto breve, o organismo do futebol europeu salienta a importância e influência que Jonas teve na conquista do bicampeonato e considera-o o jogador número 1 de 2014/2015. Aquele que viria para Portugal com os rótulos de "velho" e "dispensado" acabou por surpreender toda a gente quando fez uma época brilhante pelo Benfica. Apesar de não ter sido o melhor marcador - por apenas um golo -, Jonas vê-se reconhecido pela UEFA.

Após recordar os 31 golos do avançado - salientando o facto deste ter feito "20 em 27 jogos realizados no campeonato" e três bis seguidos -, a UEFA refere-se ao brasileiro como "prático" e de "remate fácil", o que permitiu que este se tenha assumido no 11 titular das águias, mesmo tendo chegado já com a época a correr. Lembre-se que na altura em que alinhava pelo Grémio de Porto Alegre, com apenas 24 anos, o ponta-de-lança brasileiro foi considerado pelo jornal espanhol Mundo Deportivo como o "pior avançado do mundo", depois de ter falhado um golo três vezes consecutivas na mesma jogada.

Quando chegou ao Benfica, dispensado pelo Valência, poucos acreditaram nas capacidades do jogador de 31 anos e muitos disseram que este já estava velho. No entanto, depois de ter tido uma época que o próprio jogador afirma ter sido "perfeita", a UEFA considerou-o a chave das vitórias encarnadas: "Falhou as primeiras seis partidas na Liga mas tratou logo de desfazer as dúvidas sobre o seu real valor e utilidade".

Apesar de não ter sido o melhor marcador, perdendo apenas para Jackson Martinez - avançado do FC Porto, que também foi referido por ter sido três vezes consecutivas o melhor marcador da Liga -, Jonas afirmou que tinha sido "uma época de sonho".

João Mário, médio dos leões, recebeu também atenção por parte da UEFA, que não poupou nos elogios ao atleta. Apesar dos seus novos 22 anos, é apontado como um jogador com "excelente técnica, enorme mobilidade em campo, precisão de passe e leitura de jogo". Também ele considerado um peça importante, é de salientar que o jovem se estreou na UEFA Champions League e que ajudou Portugal a qualificar-se para a fase final do Campeonato da Europa de Sub-21, ganhando de seguida lugar na equipa principal de Fernando Santos. O médio do Sporting foi assim considerado, pelas suas várias conquistas num curto prazo de tempo, um jogador a ser seguido pelos mais atentos ao futebol.