O Benfica procura reforçar o lado esquerdo da defesa, e Fábio Coentrão aparece no topo da lista dos preferidos. O mercado de transferências está em movimentações e o início das negociações, que podem colocar o jogador na equipa da Luz, pode estar para breve. Fábio Coentrão poderia deixar o clube liderado por Florentino Perez, o Real Madrid, com destino a Portugal, e em particular ao #Benfica. O jogador oriundo das Caxinas não esconde que este é o seu clube do coração. Já o Benfica, que vendeu o jogador ao Real Madrid pela quantia de 30 milhões de euros, estaria neste momento disposto a aceitar de bom agrado novamente os seus serviços.

Em recente comunicado, Fábio Coentrão afirmou que o único clube português no qual poderia jogar novamente é o Benfica. As frases "regressar ao Benfica antes dos 30 anos" e "o meu clube é o Benfica e não o Jorge Jesus" poderão ser o começo para o início das negociações. O maior entrave nas negociações será o salário de Coentrão, que aufere 2,5 milhões de euros por época já com os descontos. Porém, o Benfica e o jogador deverão começar as conversações para encontrar uma fórmula de entendimento, não colocando de parte um pedido ao Real para o pagamento de uma parte do salário. O defesa esquerdo do Real Madrid de 27 anos não teve uma grande temporada, tendo jogado apenas 15 jogos em todas as competições.

Apesar de o Benfica e o jogador quererem o mesmo, e embora o salário de Fábio Coentrão possa dificultar a transferência, o vila-condense já comunicou a Jorge Mendes que o seu desejo é regressar ao Benfica. Mas o Real Madrid não estará disposto a sair prejudicado com este acordo, pois afirma que o jogador tem mercado. Recorde-se que o Real investiu 30 milhões de euros na contratação do lateral-esquerdo e pretende receber, pelo menos, 20 milhões, sendo que o Mónaco é um dos clubes dispostos a pagar essa quantia. Na Premier League, o Manchester United estaria disposto a contratá-lo. Quem também estará interessado em complicar a transferência de Coentrão para o Benfica são os clubes turco, o Besiktas e o Fenerbahçe (treinado por Vítor Pereira).