No discurso de apresentação de Rui Vitória, algo escapou aos adeptos benfiquistas. Numa atitude conservadora, o novo técnico do #Benfica não prometeu títulos, mas afirmou que iria fazer de tudo para ganhar todos os jogos. Em muitos anos de Benfica, os treinadores, na sua apresentação, prometiam à massa adepta o campeonato, mas Rui Vitória foi diferente. O ex-técnico do Guimarães está ciente das dificuldades económicas e da vontade do presidente em apostar na formação e esses factos podem prejudicar a sua carreira no Benfica da próxima época.

A apresentação de Rui Vitória foi realizada no museu oficial do Benfica carregado de títulos. Num discurso muito coerente e pausado, Rui Vitória não se inibiu de responder aos jornalistas e, quando questionado acerca dos objectivos do Benfica, o treinador não conseguiu prometer títulos aos benfiquistas, mas sim muito trabalho e dedicação para um objectivo em comum: ganhar jogos.

Este comportamento conservador revelado pelo técnico, ao contrário de outros treinadores nas suas apresentações, pode ter sido causado pela situação caricata que o Benfica vive. O clube é bi-campeão, mas a actual situação económica vai obrigar o Benfica a vender vários jogadores titulares, e, passado muitos anos, é obrigado a investir e lançar jogadores da sua formação. Para além disso, Rui Vitória nunca treinou um clube grande e o período de adaptação pode ainda ser longo, visto que os encarnados já estavam moldados ao trabalho de Jorge Jesus, treinador que comandou o futebol profissional nos últimos seis anos e se mudou recentemente para o eterno rival Sporting.

Rui Vitória é um treinador jovem e conhecido por apostar forte na formação do clube, algo que o presidente Luís Filipe Vieira procura para o treinador do Benfica. O técnico vai suceder a Jorge Jesus, conhecido por não gostar muito de apostar nos jovens do clube e preferir pedir reforços já "feitos" à sua direcção. Cinco jovens da formação vão ter que ser obrigatoriamente incluídos na equipa principal do Benfica e muitos jogadores com titularidade indiscutível, a começar por Jonas e Lima, vão sair do clube, algo que naturalmente vai dificultar o trabalho de Rui Vitória na revalidação do título nacional. #Sporting #Futebol