Nos últimos dias tem-se realizado a Assembleia Geral da Liga de Clubes em Santa Maria da Feira. Esta reunião implica que todos os presidentes estejam presentes e votem em matérias relativas às Ligas profissionais. Na reunião desta segunda-feira, dia 29 de Junho, votou-se o regresso do sorteio dos árbitros para os jogos, que foi proposto pelo #Sporting Clube de Portugal, no passado dia 19, e foi prontamente apoiado pelos representantes do Futebol Clube do Porto, o presidente Pinto da Costa e o administrador da SAD Antero Henrique. A proposta foi aprovada com 28 votos a favor e 16 contra (votação secreta), sabendo-se apenas que o Sport Lisboa e Benfica terá votado contra e Sporting e FC Porto a favor.

Quem já reagiu a esta aprovação foi Pinto da Costa que disse que a proposta não foi somente votada pelo Sporting ou FC Porto e sim por todos os clubes que, maioritariamente, votaram a favor da aprovação da proposta com uma margem considerável. O líder da equipa azul e branca disse ainda que "não será um sorteio puro mas condicionado", dado que para jogos com cariz mais complicado, serão sorteados somente os melhores árbitros. Sobre o mesmo assunto, Pinto da Costa deu um exemplo recordando o Vitória de Guimarães - Futebol Clube do Porto (na altura os dois primeiros classificados), em que o árbitro nomeado para este jogo teria sido repescado da descida de divisão. "Assim, quando um jogo for considerado de risco, são obrigados a colocar os melhores árbitros", atirou o presidente do FC Porto.

Quem também já reagiu foi o presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol. Vítor Pereira, em declarações ao jornal desportivo "O Jogo", mostrou-se contra esta medida, dizendo que "Como pessoa que se preocupa com o futebol (…) considero que o sorteio é uma medida que não é positiva", não acrescentando mais argumentos sobre esta medida.

Recorde-se que na reunião anterior, no dia 19 de Junho, aprovou-se a limitação de empréstimos entre clubes (máximo de 3 a um clube da mesma competição, ficando proibidos de disputar os jogos contra o clube de origem), a obrigatoriedade de utilização de relvados naturais, a redução do quadro competitivo da II Liga (na época 2016/2017 será disputada por 22 equipas) e outros assuntos relativos à Taça da Liga e à marcação de jogos. #Benfica #F.C.Porto