Portugal derrotou (1-0), esta quinta-feira, a seleção de Inglaterra na primeira jornada do grupo B do Europeu sub-21, competição que está a ser disputada na República Checa. À passagem do minuto cinquenta e sete, João Mário fez o único golo de uma partida que aparentava ser bastante complicada de "desbloquear". O jogador em maior destaque, porém, parece ser o também sportinguista William Carvalho. O jovem médio luso realizou uma exibição de qualidade e, da parte dos ingleses, os elogios foram muitos.

As primeiras manifestações sobre a partida de William foram, naturalmente, dos adeptos que acompanhavam o jogo e que tomaram de assalto as redes sociais para congratularem a exibição do jogador do #Sporting. Mas o cenário tomou, obviamente, outras proporções. Logo no final da partida, Gareth Southgate, antigo futebolista e atual selecionador sub-21 de Inglaterra, teceu elogiosos comentários sobre William. Para o técnico, o número 6 da equipa das quinas teve "um excelente desempenho" e "parecia que estava no recreio a jogar com crianças de onze anos, era fácil para ele".

A imprensa britânica também não ficou indiferente às qualidades mostradas pelo jogador. O jornal "Daily Mail" caracteriza William como "monstruoso", considerando-o inclusive o homem do jogo. Para o "The Guardian", o segredo da vitória portuguesa esteve no meio-campo, com destaque, lá está, para William, que foi "deveras impressionante" ao banalizar as exibições dos centro-campistas ingleses que, com ele, não tiveram espaço para desenvolver o seu #Futebol. Também o "Daily Star" destacou a exibição de William, descrevendo-o como uma "figura imperial" no meio-campo luso, contribuindo para o nervosismo dos jogadores ingleses quando tinham a posse da bola.

Após uma época mais discreta que a de estreia em Alvalade, embora em claro crescendo na equipa de Marco Silva, William Carvalho volta a dar que falar na imprensa internacional. O jogador do Sporting tem vindo a ser apontado a vários clubes ingleses, sobretudo ao Arsenal, desde que assumiu a titularidade na equipa leonina, mas os leões não parecem dispostos a vendê-lo. William já é considerado uma peça fundamental do plantel do Sporting, daí que esteja protegido com uma cláusula de 45 milhões de euros, num contrato válido até junho de 2018.